Parlamento dos Açores escolhe representantes para o Conselho da Diáspora

Da Redação
Com Lusa

O parlamento dos Açores elegeu hoje os seus representantes no Conselho da Diáspora Açoriana, tendo sido escolhidos os deputados José San-Bento (PS), Elisa Sousa (PSD) e Artur Lima (CDS-PP).

José San-Bento, informou a mesa da Assembleia Legislativa, foi eleito com 42 votos a favor, sete contra e três abstenções, enquanto Elisa Sousa teve 46 votos a favor, quatro contra e duas abstenções.

Já Artur Lima teve 42 votos a favor, cinco contra e cinco abstenções.

A criação do Conselho da Diáspora Açoriana, órgão consultivo que visará aproximar as comunidades da região espalhadas pelo mundo, foi anunciada em fevereiro pelo chefe do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, numa visita aos Estados Unidos.

O órgão irá integrar 33 elementos, pertencendo dois terços destes à diáspora.

Os 19 conselheiros a eleger pelos açorianos da diáspora estão distribuídos por áreas geográficas onde a presença açoriana é mais expressiva: cinco nos Estados Unidos; cinco no Canadá; cinco no Brasil; um representante dos açorianos da Bermuda, um no Uruguai, um no território nacional, fora do arquipélago, e outro no resto do mundo.

Na sessão plenária desta tarde do parlamento açoriano foi também votado, e aprovado, um projeto de resolução do CDS-PP pedindo atenção aos executivos regional e nacional sobre o próximo quadro comunitário, e o seu impacto nas regiões ultraperiféricas como os Açores.

Também foi viabilizada a proposta de Decreto Legislativo Regional referente ao Programa Regional para as Alterações Climáticas (PRAC).

Este programa, destacou a governante com a tutela do Ambiente, Marta Guerreiro, aposta “num conjunto amplo de medidas inovadoras, exigentes, ambiciosas e integradas, enquanto compromisso com o futuro, não só da região, mas da Humanidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend