Livro aborda emigração açoriana para EUA

Obra "Capelinhos: Um Vulcão de Sinergias Emigração Açoriana para os Estados Unidos" documenta a emigração para América do Norte.

Por José Rodrigues

Divulgação

De 27 de setembro de 1957 até 24 de outubro de 1958, a erupção de um vulcão submarino dos Capelinhos, na costa na ilha do Faial, causou pânico, destruição e extensos danos materiais em muitas das freguesias da ilha açoriana. Desde maio de 1957, quatro meses antes do início da erupção, a população da Ilha Azul já sofria sob o pavor e a destruição de centenas de abalos de terra.

"Capelinhos: Um Vulcão de Sinergias, Imigração Açoriana para os Estados Unidos" é o primeiro trabalho dedicado a este fenômeno e que analisa várias vertentes. Embora documente o aspecto vulcanológico científica e historicamente, o realce do livro é o impacto humano, relatando como foram afetadas as comunidades para onde estes emigrantes se dirigiram, bem como as comunidades de onde partiram.

Entre outros aspectos, os investigadores examinaram os seguintes temas: quem são os açorianos; que identidade comum possuem; que impacto econômico, social e cultural tiveram nas comunidades de acolhimento (pequenas empresas, agricultura, rádio, televisão, imprensa, religião).

Apesar das várias publicações existentes sobre o fenômeno Capelinhos, poucas se têm debruçado sobre o impacto humano do mesmo. Na altura, e em um curto espaço de tempo, os Açores viram a sua população reduzida de mais de 328 mil para cerca de 220 mil habitantes.

Os Capelinhos estão na origem da maior onda de emigração da história dos Açores. E, se pouco se tem escrito sobre os que ficaram e enfrentaram as catastróficas ocorrências, também pouco se tem pesquisado sobre o impacto naqueles que partiram e nas sinergias que os mesmos geraram nas diferentes comunidades de acolhimento nos Estados Unidos. Mas muito menos ainda se tem dado a conhecer aos açorianos e luso-descendentes os verdadeiros trâmites, causas e consequências do “êxodo” açoriano dos anos 60 e 70.

A magnitude deste trabalho exigiu um forte compromisso de muitas pessoas, a quem Portuguese Heritage Publications está profundamente "endividada e eternamente agradecida". Entre os participantes da publicação estão 42 articulistas, mais de meia centena de pessoas com testemunhos e histórias pessoais, 7 entrevistadores, 14 tradutores, 6 editores/revisores, além de outras pessoas e instituições que forneceram fotografias, fotógrafo, produtor de vídeo e vários colaboradores, técnico de paginação e informática, 13 organizações colaborantes, mais de 90 patrocinadores, entre outros.

Com cerca de 70 histórias pessoais e inúmeras fotografias inéditas das erupções dos Capelinhos, da autoria de Manuel Cristiano da Silva, recentemente falecido em San José, Califórnia, a edição em inglês é acompanhada por um DVD das erupções de 1957-58 filmado por António Furtado.

O lançamento oficial do livro, com a presença da Dra. Alzira Silva, Diretora Regional das Comunidades, aconteceu em 2 de maio, no salão da Banda Portuguesa de San José. A obra, com 482 páginas, pode ser adquirida através da Amazon.com ou diretamente com a PHPC (www.portuguesebooks.org). Mais informações no [email protected] ou (408) 272-1222.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend