Grupo Folclórico da Casa de Portugal de São Paulo comemora 33 anos

Festa contou com grande público, folclore local e do Paraná e mais de 700 quilos de alimentos para a ProvedoriaJornal Mundo LusíadaA festa de 33 anos do Grupo Folclórico da Casa de Portugal de São Paulo foi coroada de êxito com um público excelente no sábado dia 18 de novembro. Além da elogiada apresentação do aniversariante, esteve exibindo seu folclore o convidado, Grupo Folclórico Os Lusíadas de Maringá, do Paraná.Após muita música da tocata, que permitiu muita diversão e descontração ao público, os grupos estiveram atuando no belo palco da Casa de Portugal, onde folcloristas dos dois grupos trocaram mimos, em especial o grupo luso-paulista pelos 33 anos em atividade. Não é a primeira vez que os paranaenses participam do aniversário do Grupo Folclórico da Casa de Portugal de SP. A convivência entre os dois é comum, vendo que são costumeiras as viagens e apresentações conjuntas, seja em São Paulo ou em Maringá. “Nós temos um intercâmbio muito bom, nós vamos muito lá e eles também vem muito aqui. Tenho grandes amigos por lá”, falou ao Mundo Lusíada o diretor de Folclore do Grupo Folclórico da Casa de Portugal de SP, Ernesto Lemos.

 

Com quase 50 componentes, o elogiado Grupo da Casa de Portugal está numa ótima fase, segundo o diretor. Muitos jovens estão aprendendo durante os ensaios que acontecem todos os sábados, a partir das 18 horas na Casa de Portugal. “Nós sempre temos jovens aprendendo, por isso é que o Grupo Folclórico da Casa de Portugal sempre tem muitos componentes. E está numa fase muito boa, o repertório é vasto, temos muitas músicas e sempre mostrando alguma coisa diferente”. O grupo pensa em voltar à Portugal mas ainda não tem data marcada. “Temos componentes que realmente merecem ir a Portugal, mas uma viagem desta é complicado. Vamos ver o que faremos para frente”.

Há 20 anos como diretor do grupo, Ernesto Lemos falou sobre a atividade promovida puramente por amor às raízes e tradições. “É um orgulho muito grande nós podermos fazer alguma coisa pelas nossas tradições de Portugal, que é o folclore”, disse. Apesar da grande quantidade de grupos folclóricos em São Paulo, a convivência entre eles é boa, segundo Ernesto. “O Grupo da Casa de Portugal é um dos melhores de São Paulo, mas temos outros aqui muito bons representando o nosso folclore de Portugal”.

Mesmo com o feriado no começo da semana, a casa esteve cheia para a festa de aniversário. Foram registradas presenças de presidentes e representantes de diversas associações e clubes portugueses. Além de fundadores do Grupo Folclórico Casa de Portugal de São Paulo, como o dirigente associativo e empresário Vasco de Frias Monteiro, e o Dr.Vitorino Fontinha Rodrigues que já foi diretor do grupo. O público também cooperou para a doação de alimentos para o Lar da Provedoria Portuguesa do Estado de São Paulo. Nesta noite, foram arrecadados mais de 700 quilos de alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend