Filho de portugueses lança livro sobre emigração lusa na Argentina

Mario_PortugalQuerido

Da Redação

Há quase cinco anos, o argentino e filho de portugueses Mario Lopes lançou por meio de redes sociais uma grande chamada para recolher testemunhos sobre a emigração portuguesa na Argentina. Não queria números frios, nem estava olhando para estudos migrantes de âmbito acadêmico. Queria histórias simples, histórias de pessoas comuns, que um dia abandonaram tudo em busca de uma vida melhor a dez mil milhas de distância.

Centenas de histórias chegaram a sua caixa de mensagens, protagonistas diretos da diáspora, seus filhos, netos e amigos de Portugal ofereceram generosamente as suas experiências para o livro intitulado “Portugal Querido” e que acaba de entrar em impressão, de 5 mil exemplares, para ser apresentado ainda este ano.

Mario Lopes garante ter material suficiente para um segundo livro. A grande maioria dos relatos se passa na época das migrações em massa do final do século 19 e início do século 20. A comunidade portuguesa decidiu deixar um testemunho escrito e contemporâneo de sua permanência na Argentina que, de acordo com os dados oficiais, não é superior a 17 mil pessoas.

Sem apoio oficial, mas com uma vontade própria de um filho de um português, mais precisamente do Algarve, Mario “construiu um castelo com as pedras que foi encontrando na estrada” referindo-se ao poeta português Fernando Pessoa. Toda a família ajudou na concepção do livro. Na região onde vivem, a família mantém a Pousada São Brás, em Córdoba, uma casa portuguesa num lugar em que a mãe diz lembrar a sua terra-natal, São Brás de Alportel, no Algarve.

Mario sonha que o “Compêndio” das experiências lusitanas resumidos em sua obra chegue a todas as escolas rurais do país, entre outras instituições. “Espero que as futuras gerações saibam sobre o esforço e trabalho honesto dos nossos maiores portugueses em um país que lhe abre seus braços generosamente”.

O livro “Portugal Querido”, segundo ele, representa o único material contemporâneo sobre a emigração portuguesa na América Latina, com muitas histórias de emigrantes em mais de 200 páginas.

Segundo Mario Dos Santos Lopes, todos os clubes da comunidade poderá ter uma cópia gratuita na sua biblioteca. Mais informações por e-mail [email protected]

História
Mario Dos Santos Lopes nasceu na cidade de Buenos Aires, completou seus estudos no centenário Colégio São José do bairro de Balvanera, foi recebido como professor no Instituto Santa Catalina do Salesiano Dom Bosco. Viajou à Patagônia para ensinar e viver em Puerto Deseado, província de Santa Cruz há mais de trinta anos. Foi lá que se tornou e exerce o jornalismo.

É diretor do jornal A Ordem, e de um programa de rádio, esteve em centenas de participações em outras mídias, além da publicação de três livros. No próximo dia 25, Mario estará apresentando a obra “Portugal Querido” na Pontifica Universidade Católica Argentina, em Buenos Aires.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: