Festa ‘Portugueses fazem a União’ é realizada com sucesso em Santos

Por Ronaldo Andrade De Santos para Mundo Lusíada

Ronaldo Andrade

>> Teresinha e Orlando Tavares a frente do grupo.

“Quando será a próxima festa?”, era a pergunta que muitos convidados faziam ao final do evento ‘Portugueses fazem a União’, comprovando o sucesso da empreitada organizada pelo proprietário do Restaurante Último Gole, Orlando Tavares, realizada no dia 15, na sede da União Portuguesa.

Ao Mundo Lusíada, Tavares falou a respeito da comemoração dos 28 anos do restaurante e da festa preparada para marcar a data. “Aproximadamente 400 convidados estiveram presentes, e poderiam ser mais. Não colocamos 500 ou 600 pessoas porque não havia condições para receber. Deixei de vender ao menos 150 convites, e a procura foi tanta que há 15 dias tive de parar a venda”, disse. A boa aceitação por parte de amigos e consumidores é atribuída, de acordo com ele, ao sucesso do restaurante. “Temos um nome muito grande na cidade. Vivo aqui há 55 anos, sempre participando de ranchos, e fundei dois deles, o que hoje é o Verde Gaio e o Tricanas de Coimbra, onde nós dançamos durante 14 anos” declarou. “Nossa casa é muito conhecida no Estado de São Paulo, várias pessoas vêm do interior, e em pé, ao balcão, conhecemos muita gente. Nos sentimos felizes por isso. É difícil, mas fazemos com amor aquilo que gostamos, senão não tem paladar nenhum”, afirmou.

Para a festa, Orlando Tavares preparou os quitutes do cardápio do restaurante. “Não deixei a cozinha na mão de ninguém, trouxe meus cozinheiros e ajudantes, e o nosso paladar de hoje é o do Último Gole”, declarou. Apenas o serviço para servir foi terceirizado, realizado pelo Buffet Tutti, comandado pelo maitre Vlademir da Silva Santos, num total de 14 garçons. Bacalhau a Último Gole e vinho português fizeram parte do cardápio. “É uma festa onde todo mundo está elogiando, com música para dançar a vontade, e é isso que nós vivemos, não é só de trabalho. Temos que nos divertir porque amanhã podemos ir embora e fica tudo aqui”.

O Rancho Folclórico dos Veteranos da Baixada Santista, que Orlando Tavares e sua esposa Teresinha participam dançando, animou a festa com folclore português. “Temos um rancho que, depois de 35 anos, as pessoas voltaram a dançar. Foi difícil arrumar um grupo para dançar em 12 pares, porque no tempo em que começamos tínhamos 17 anos, e hoje são todos com 60 anos para cima”. A parte musical do evento teve ainda a participação da banda Oscar Guzzela.

Satisfeito pela realização da festa, e já animado para a próxima, requisitada por seus convidados, Tavares agradeceu a presença de todos e também a do Mundo Lusíada: “Vocês sempre participam conosco e nos ajudam a vencer. Essas notícias boas que trazem para nós é um estímulo para que façamos outras festas” finalizou.

Presenças: presidente do Clube Tricanas de Coimbra, Jorge do Valle, e esposa Lea; Margarete Simões, gerente-geral da agência do Banco Banif em Santos, com o marido Ricardo; vereador de Santos, Odair Gonzalez, com a esposa Lúcia Robalo e irmã Lenir Gonzalez; secretário de Segurança de Santos, Renato Perrenoud; Adalberto Vieira, presidente da Unepa (União das Empresas de Panificação da Baixada Santista), e esposa Cândida; José Augusto do Rosário, presidente da Associação Caboverdiana do Brasil e assessor do cônsul-honorário de Portugal em Santos; Gabrielo Gabbrielleschi, apresentador do programa ‘Portugal e sua Gente’; comendador Vasco de Frias Monteiro; e Rogério Vaz, vice-presidente do Centro Português de Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend