Em SP, Arouca comemora 40 anos de fundação com autoridades na solenidade e casa cheia

MUNDOLUSIADA O presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira, Manuel Magno, o presidente da casa José Pinho, o ex-presidente Artur A. Pinto e a presidente da Câmara de Arouca, Margarida Belém.

Por Odair Sene

O Arouca São Paulo Clube, uma das casas regionais mais frequentadas de São Paulo, realizou uma solenidade na noite de 07 de março com sessão solene e homenagens, e depois no domingo dia 10 quando teve casa cheia para um grande almoço (bacalhoada entre outras opções), tudo em sua sede no Tremembé em São Paulo, para comemorar seus 40 anos de fundação.
O Presidente José Pinho dos Santos, que comandou o evento com sua diretoria e apoio dos folcloristas, fez um resumo da solenidade como sendo “maravilhosa”, disse que foi a melhor solenidade feita no Arouca. “40 anos bem vividos, 40 anos ótimos, com grandes autoridades presentes, foi uma solenidade acima das expectativas, num dia maravilhoso, sem chuvas, foi muito bom”, disse destacando a presença da presidente da Câmara de Arouca, Margarida Belém, com várias autoridades, como o atual Cônsul Geral de Portugal em São Paulo, pela primeira vez na entidade, além das várias homenagens feitas tanto pelo clube quanto pelo Vereador Toninho Paiva, que procedeu como em anos anteriores, com a realização da Sessão Solene oficial da Câmara Municipal, em homenagem aos arouquenses de São Paulo.
“Tanto nós do clube, quanto o Toninho Paiva distinguimos várias homenagens às pessoas (arouquenses) que trabalham em prol do Arouca”, disse o presidente José Pinho ao Mundo Lusíada. Ele comentou estar muito feliz pela presença de grande público no almoço do domingo: “Hoje temos casa cheia, salão completo, mais tarde teremos o corte do bolo com nossos diretores, teremos ainda o sorteio de uma passagem (ida e volta) para Portugal para um casal, num oferecimento da Companhia Azul” (que esteve presente com uma equipe de promoção e vendas). “Agradeço à Azul, ao Sr. Domingos, aqui presente, e que vai sortear essa passagem no palco”, disse ele.
Presente pelo segundo ano consecutivo nas comemorações da entidade a presidente da Câmara de Arouca falou com o Mundo Lusíada sobre a solenidade, sobre as comemorações e também sobre esse povo arouquense que se divide entre a terra natal e o país de acolhimento.
“Na verdade é a terceira vez que estou em São Paulo, mas a segunda vez como presidente da Câmara do Município de Arouca, e é um orgulho imenso estar aqui nesta casa de portugueses, o Arouca está aqui, é um cantinho de Arouca que está aqui, e é um orgulho enorme ver todos esses arouquenses, seus familiares, ao longo desses anos todos que sempre lutaram, e estar aqui a representar o Arouca é um orgulho e uma satisfação enorme”, falou.
Fazendo um resumo do que viu nesses dias em São Paulo, a arouquense disse que a cidade é muito “intensa”, os arouquenses, os portugueses que adotaram o Brasil como sua casa são pessoas extraordinárias, tiveram que trabalhar muito para estarem hoje no patamar em que estão, e aquilo que tenho assistido, do que me foi permitido conhecer, os arouquenses tem um império extraordinário aqui em São Paulo, isso é fruto de muito trabalho, de muita coragem, de muito risco, e aquilo que eu sinto é que esses portugueses mantém uma paixão pelo seu país, e por Arouca, e se sente vivo, e isso é extraordinário, é esta paixão que mantém essa ligação com seu território de origem, nossa cultura, nossa identidade, está bem presente e bem fincada e isso é uma satisfação, portanto eu sinto como se estivesse em casa, porque são todos extremamente simpáticos, acolhedores, tal como conhecemos os brasileiros, e eles já interiorizaram muitas das características do país que os acolhe, portanto é como estar em casa efetivamente”, referiu ela elogiando a “felicidade” vista nas pessoas ali presentes.
Margarida Belém também observou que os arouquenses valorizam bastante sua participação nessas comemorações. A representante da Câmara passou uma semana no Brasil, onde visitou o Arouca e conheceu vários projetos dos investimentos dos arouquenses em São Paulo, em áreas bem diversificadas, como da panificação, restaurantes, hipermercados, e dentro deste contexto chegou a conhecer dois complexos na cidade de Passa Quatro, de arouquenses e da área da hotelaria. “Portanto é muito importante para nós e eu enquanto representante do Município de Arouca venho conhecendo tudo que está a fazer e assim procurar ligar os pontos entre esses dois territórios”, encerrou ela.
A programação do domingo foi bastante extensa, começando logo 11 horas da manhã com hasteamento das bandeiras na praça (área externa da sede), com execução dos hinos, com presença do presidente José Pinho, do ex-presidente Artur A. Pinto e da presidente da Câmara de Arouca, Margarida Belém.
Na sequência tivemos a Missa Solene rezada na Capela do clube pelo Padre Marcos, da Igreja Salete e na sequência o almoço, bacalhoada, apresentação do Rancho Folclórico, sorteio de passagem para Portugal, corte do bolo e parabéns, enfim, uma tarde inteira de festa marcou essa comemoração dos 40 anos do Arouca SP Clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend