Em noite de emoções, Grupo Folclórico Casa de Portugal de Praia Grande comemora 36 anos

Por Ronaldo Andrade
Para Mundo Lusíada

O Grupo Folclórico Casa de Portugal de Praia Grande comemorou com um grande evento seu 36° aniversário, presenteando o público de 400 pessoas e realizando uma apresentação de gala, emocionando seus integrantes na festa realizada em 25 de agosto na sede da entidade, localizada na Baixada Santista.
A apresentação musical do evento foi realizada pela dupla Vera Lúcia e Marcos Vitor: “É sempre gratificante estar na Casa de Portugal de Praia Grande. Já nos apresentamos aqui há cinco anos, é um prazer ver a emoção do público, que aprecia nosso repertório”, declarou a cantora, que ofereceu aos convidados um repertório recheado de canções portuguesas, como ‘Mouraria’, ‘Cheira a Lisboa’ e ‘Canção do mar’, além de músicas brasileiras.
Marcos Vitor, que se apresentou nos teclados, também se mostrou radiante por participar do evento: “É um prazer enorme participar dessa festa do Grupo Folclórico, do qual já fiz parte e tenho um carinho muito grande”, afirmou.
A diretora de folclore do Grupo Folclórico Casa de Portugal de Praia Grande, Ana Carla Diogo Lemes, ressaltou o esforço dos integrantes e da diretoria da entidade na continuidade das apresentações: “Manter por 36 anos não é fácil, sabemos das dificuldades, por isso estar aqui é motivo para comemoração”, disse a diretora sobre o grupo, que atualmente é composto por 35 integrantes, com a tocata e corpo de baile. “Realizamos um ensaio semanal, geralmente aos domingos, e o objetivo desses encontros, além de não perder o laço, é integrar as famílias, com diversão para todos, especialmente para as crianças”, declarou.
O Grupo Folclórico, que realiza cerca de cinco apresentações por semestre, se destaca por sua variedade de estilos: “Dançamos todas as regiões de Portugal, de norte a sul”, afirmou Ana, que se apresenta junto com o grupo no Festival que será realizado no Centro Cultural Português, em Santos, no mês de novembro.

De ensaiadora à homenageada na mesma noite

Integrante do Grupo Folclórico Casa de Portugal de Praia Grande desde os cinco anos de idade, a jornalista Renata Ferreira da Silva Gomes, carinhosamente apelidada de “Nina”, assumiu no evento o papel de ensaiadora, mostrando-se dedicada e zelosa antes da apresentação, preocupando-se com cada detalhe antes de subir no palco acompanhada com os componentes do grupo.
“Para a apresentação deste evento, nossa ideia foi pegar um pouquinho da história do grupo, com músicas que não dançávamos há algum tempo, que foram gravadas no primeiro LP [antigos discos de vinil], em 1990, com participação do repertório de Arouca, feito em 1998 pelo ensaiador Luciano Duarte”, afirmou Renata.
O prêmio para a ensaiadora eventual da noite, contudo, veio ao final da apresentação: com os olhos marejados, recebeu emocionante homenagem dos integrantes do grupo folclórico e do público, com direito à placa e também à exibição, no telão, de imagens que retratam sua história na Casa de Portugal de Praia Grande.

União com Tricanas

O presidente do Clube Tricanas de Coimbra, José Soares Lopes, destacou a união, estabelecida em 2016, entre os dois grupos folclóricos: “As diretorias estão muito unidas, mostrando que podemos sim amar duas camisas diferentes, sem bairrismos, focando na perpetuação do folclore de Portugal e na amizade existente entre nós. Posso dizer que este é o melhor clima que já vi dentro de agrupamento folclórico, nos tornamos uma família”, afirmou o mandatário da entidade localizada em Santos. “Foi um sucesso total o evento desta noite, gostei muito de ter participado”, disse.
O cardápio especial, organizado pela empresa Gaúcho Mallet Grill, merece um parágrafo à parte, pois foi mesmo a feitio do público, que se deliciou com a variedade servida, composta por sardinhas portuguesas, febras de pernil e galeto desossado, acompanhados por diversos tipos de salada, além de vinhos e pastelaria com os tradicionais doces portugueses.

Presidente da Casa destaca sucesso do evento e melhorias na parte social do clube

O presidente da Casa de Portugal de Praia Grande, Albino de Abreu Ferreira, estava muito feliz e com o sentimento de dever cumprido após a realização de mais um evento que enriqueceu a história da entidade: “Uma festa de sucesso, com a casa cheia, nos engrandece e nos dá mais forças para melhorar nosso trabalho, preservando as tradições lusitanas e apoiando o Grupo Folclórico”, disse o mandatário, que é sócio-fundador número 02.
Ferreira fez questão de ressaltar a importância do papel desempenhado tanto pelo Conselho Deliberativo como da Diretoria, destacando que a Casa de Portugal de Praia Grande atende a comunidade luso-brasileira e também a família praia-grandense com investimentos que visam à melhoria da infraestrutura do clube, como por exemplo a recente entrega de duas quadras de tênis, de piso duro e de saibro, construídas na sede da entidade, que possui área total de 50 mil metros quadrados, além de estacionamento para 220 carros.
O próximo evento da Casa de Portugal de Praia Grande será a Bacalhoada, que será realizada no mês de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend