Dia de Portugal celebrado de norte a sul do Brasil

 

Da redação

 

Cerca de mil pessoas compareceram no dia 7 à recepção oficial oferecida em Brasília pelo embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Seixas da Costa, para assinalar o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Para além da Comunidade Portuguesa, estiveram presentes figuras do Governo brasileiro, membros do corpo diplomático, deputados, senadores, magistrados e jornalistas.  A recepção na embaixada de Portugal em Brasília constituiu o ato formal central das comemorações do Dia de Portugal, a somar-se a um vasto conjunto de realizações que integram as celebrações do 10 de Junho, de Norte a Sul do Brasil.  Cerimônias solenes com autoridades locais, ciclos de conferências, palestras, festivais gastronômicos, sessões de cinema português, concertos de música clássica de autores nacionais, fado e folclore, ações de beneficência, programas desportivos, exposições de artes plásticas, etc, integram o amplo leque de atividades com que se comemora o Dia de Portugal.  Um dos destaques foi para o Maranhão, onde o embaixador Seixas da Costa, no próprio dia 10 de Junho, se associou a uma cerimônia promovida pela Sociedade Humanitária Primeiro de Dezembro, a exemplo do que fez em 2005, quando se juntou aos Portugueses do Pará e do Amazonas.  Em Belém, foi inaugurado um busto de Camões no Jardim de Esculturas do Conjunto Cultural Feliz Lusitânia – iniciativa conjunta do governo do Estado do Pará, do Consulado de Portugal e Conselho da Comunidade Luso-brasileira. À noite, se promoveu sessão solene na sede social do Grêmio Literário Português.  No Ceará dois momentos marcaram a data: no dia 10, a palestra na Sociedade Beneficente Portuguesa Dous de Fevereiro com participação do embaixador Dário Castro Alves e, dia 14, a sessão solene na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, com homenagens às instituições portuguesas e Luso-brasileiras.  Em Recife (Pernambuco), decorreu em finais de maio um ciclo de palestras sobre Virgílio Ferreira, seguido, no início de Junho, das comemorações do 84º aniversário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul, pelos aviadores portugueses Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

 

As celebrações seguiram com uma semana desportiva no Clube Português do Recife e um ciclo de cinema dedicado ao realizador português Manoel de Oliveira. Dia 10 uma sessão solene no salão nobre do Gabinete Português de Leitura.  Na Bahia, três grandes eventos integraram as comemorações: a exposição “No meu próprio Espaço”, da artista plástica portuguesa Ana Pimentel, no Museu de Arte da Bahia, uma confraternização da comunidade portuguesa, e uma mostra de poesia lusa do século XX, no Gabinete Português de Leitura, em Salvador.  Em Minas Gerais, um dos estados brasileiros com maior influência cultural portuguesa, as celebrações do 10 de Junho tiveram espetáculos, recitais de poesia e palestras na Universidade Livre da Academia Mineira de Letras e uma sessão solene no centro da Comunidade Luso-brasileira em Belo Horizonte.  Em Juiz de Fora, com a participação das autoridades locais, uma sessão solene na sede da Sociedade Portuguesa e em Montes Claros teve lugar um jantar comemorativo organizado pelo Consulado Honorário de Portugal, o Elos Clube e a Academia Monteclarense de Letras.  No Rio de Janeiro, sede de uma das maiores Comunidades Portuguesas no Brasil, as comemorações incluíram uma apresentação do Grupo Coral e da Escola de Arte Dramática do Clube Ginástico Português, uma homenagem junto ao busto de Camões com a presença do prefeito da cidade César Maia e uma sessão solene no Real Gabinete Português de Leitura. No dia 10 de Junho, um Porto de Honra oferecido pelo Cônsul-Geral no Palácio de S. Clemente e uma missa solene na Igreja da Candelária.  Em São Paulo a comunidade promoveu dia 9 de Junho na Câmara Municipal de SP; uma concorrida sessão solene (iniciativa de José Verdasca e organizada pelo vereador Toninho Paiva). A noite foi marcada por homenagens às pessoas com representatividade na comunidade e teve apoio do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de SP. 

 

Na mesma noite, na Igreja do Pátio do Colégio, promoveu-se a execução do “Requiem a Camões”, do compositor português do século XIX João Domingos Bontempo, uma iniciativa do Consulado-Geral de Portugal. O concerto foi dirigido pelo maestro Ricardo Bernardes, fundador da orquestra de música de câmara Américantiga.

 

No próprio dia 10 de Junho, o programa das comemorações promovido pelo Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, incluiu um ato cívico junto à estátua de Camões, em frente da Biblioteca Municipal e um almoço no Jockey Club de São Paulo, com demonstração de alta-escola por cavalos lusitanos. Ainda em São Paulo, o 10 de junho foi marcado com uma noite portuguesa no Arouca São Paulo Clube e noite de fados no Clube de Portugal do Grande ABC. Em Santos, a deposição de uma coroa de flores na estátua de Camões, uma sessão solene conjunta com as autoridades locais no Centro Português de Santos e um “Porto de Honra”.  Em Curitiba, estado do Paraná, a Cônsul de Portugal e a Sociedade Portuguesa 1º de Dezembro organizaram no dia 10, uma recepção a toda a comunidade.  Na cidade de Blumenau, no Estado de Santa Catarina, realizou-se, no dia 9, uma missa na catedral, seguida de jantar beneficente para 400 pessoas. Por fim, em Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, as comemorações do 10 de Junho tiveram lugar na Casa de Portugal, incluindo, depois da apresentação pelo Cônsul de Portugal, uma alocução alusiva à data pelo governador do Estado, Germano Rigotto. A sessão solene seguiu-se de um espetáculo com música folclórica e fado, e uma recepção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend