Consulado recepciona a comunidade no 10 de Junho em São Paulo

No Clube Português, ato cívico marcou o Dia de Portugal, Camões e Comunidades.

Mundo Lusíada

Mundo Lusíada

>> Cônsul-geral de Portugal em SP, José Ataíde,  a diretora do Azeite Gallo Brasil (patrocinador do evento) e o presidente do CCLB, Antonio de Almeida e Silva.

Como de costume no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o Consulado-Geral de Portugal em São Paulo abriu suas portas para uma recepção à comunidade luso-brasileira, além de executivos e empresários residentes em São Paulo. Neste 10 de junho, a recepção no Consulado contou com o patrocínio do Azeite Gallo.

“Eu tenho muito gosto em receber essas pessoas, este ano até fazemos em parceria com uma empresa portuguesa, o Azeite Gallo, líder de mercado no Brasil, e estou muito contente que seja feito a promoção de um produto português daqui, e ao mesmo tempo, assinalar este dia que marca uma homenagem à comunidade portuguesa em todo o mundo” disse ao Mundo Lusíada o cônsul-geral, José Guilherme Queiros de Ataíde.

De acordo com a diretoria do Azeite Gallo no Brasil, Rita Bassi, a iniciativa mostra como a marca está bem agregada à comunidade portuguesa. “Gallo está aqui desde 1939, em Portugal desde 1919, então são 90/70 anos. Temos tradição, todos sabem que o Azeite Gallo é português, e não poderíamos deixar de estar presente num dia tão importante para Portugal e a comunidade portuguesa no mundo todo” afirmou Bassi ao Mundo Lusíada, mais uma vez presente no Consulado de Portugal, onde já realizou outras parcerias.

Segundo Rita Bassi, os portugueses são fieis ao produto, considerado como uma herança lusa, passada de geração em geração. “Percebemos que alguns dos nossos consumidores atuais recebem o Azeite Gallo como herança, vai passando de avô para neto, de pai para filho, então é um produto muito apreciado pela comunidade portuguesa”.

Camões e flores O 10 de Junho no entanto foi iniciado nas dependências do Clube Português de São Paulo, para um tradicional ato cívico de colocação de flores no Busto de Camões. O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira transferiu o evento para o Clube Português por conta da reforma que avança no monumento de Camões na Praça Dom José Gaspar, centro de São Paulo. O evento recebeu alguns amigos da comunidade, e o presidente da instituição, Rui Fernão Mota e Costa, agradeceu a presença de todos no dia marcante para a colônia portuguesa. Alguns presentes discursaram e citaram o poeta máximo de Portugal.

Durante seu discurso, o presidente do Conselho, Antonio de Almeida e Silva, citou uma sondagem realizada em 2003, quando era presidente do CCP Mundial (Conselho das Comunidades Portuguesas, órgão de consulta do governo português sobre as comunidades).

Segundo ele, foi então descoberto que as comunidades de vários países não se conhecem entre si, e que a sociedade portuguesa também não conhece as comunidades da diáspora, defendendo uma maior integração entre as comunidades lusas. Almeida e Silva ainda citou Carlos do Carmo, cantor português de fado, dizendo que “a elite não conhece as comunidades portuguesas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend