Casa de Portugal faz aniversário com show de Roberto Leal e bênçãos do Padre Antonio Maria

Mundo Lusíada

 

 

A Casa de Portugal do Grande ABC, presidida pelo luso descendente Paulo Freitas, esteve lotada no domingo, dia 18 de março de 2012, quando promoveu um almoço (bacalhoada) em seu primeiro grande evento do ano.

Conforme o presidente Paulo Freitas, a casa já começa a divulgar sua programação para o “Dia da Comunidade Luso Brasileira” com uma data certa: 13 de abril, sexta feira, uma “Noite de Fados” na Taberna, com apresentação do cantor Pedro Vilar, vindo diretamente de Portugal. Dia 17 de março a casa participa da “Sessão Solene” na Câmara Municipal de Santo André, em comemoração ao “Dia do Descobrimento do Brasil” e também ao “Dia da Comunidade Luso Brasileira”.

No segundo semestre a volta do Grupo Demônios da Garoa, que foi muito bem aceito pelo público em 2011. “Tínhamos feito planejamento para promoção de dois grandes shows por ano, no primeiro semestre, com o Roberto Leal e no segundo com o Demônios da Garoa. E este já está agendado e nós já começamos a divulgar, disse.

Outro evento que deve movimentar muito será a festa do “13 de Maio, Dia de N.S. de Fátima”, que terá procissão, uma missa, almoço e apresentação do Grupo Folclórico Vasco da Gama, de Santos (confira a data deste evento no site da casa). “Fora esses ainda planejamos duas “Noites de Fados”, uma em abril e outra em junho e com artistas vindos de Portugal”. Pedro Vilar e Maria Emília, respectivamente.

O bacalhau da casa é um convite à parte. A gastronomia é vista por todos como o maior destaque, o melhor cartão de visitas. “A atração ajuda, mas o principal é o bacalhau”, garante Paulo Freitas. Neste dia de festa, segundo a Silvina Simões, do departamento feminino, foram 370 quilos de bacalhau, além de frango, macarronada, carnes, e acompanhamentos, “mas nada sai mais que bacalhau”, garante.

Outro destaque do dia foi o lançamento da terceira edição da revista anual comemorativa ao aniversário. “É o terceiro ano que fazemos a revista que começou em nossa gestão e essa é uma forma de divulgarmos nossos eventos tanto para associados como não associados e passou a ser a nossa divulgação mais importante, então queremos manter a publicação, sempre aprimorando e renovando as matérias. Muita gente que não conhece a casa pode receber a revista de alguma maneira e então, através dela, saber o que fazemos, o espaço que temos, é uma ótima maneira de recebermos pessoas diferentes, que podem até se associar”, comentou.

O padre Antonio Maria, que já é um grande amigo da entidade, esteve presente para dar sua bênção tradicional e também cantar o “parabéns” junto ao público e à direção da casa que o acompanhou no palco. Conforme o presidente, a casa deve retomar os antigos eventos beneficentes em prol das obras do padre, interrompidos quando o religioso se mudou do Jaraguá,em São Paulopara a divisa do Estado, em Extrema, já no Estado de Minas.

O padre, que é filho de português e trabalhou seus primeiros anos de sacerdócio em Portugal, disse ao Mundo Lusíada que sente-se bem na Casa de Portugal porque mata saudades, além de ser um clima familiar. “Eu mudei de lugar mas a obra continua, com crianças e as irmãs ‘Freiras de Maria’ na Casa Lar São João Menino, onde estamos levando a diante nossa obra, porque criança necessitada vamos ter sempre”, disse mostrando-se otimista com uma possível volta de pelo menos um evento anual na casa como se fazia antigamente. Todo o trabalho social e religioso do Padre Antonio Maria pode ser acompanhado pelo site: www.fmservasdospequeninos. com.br/

 

Depoimentos

O presidente do Conselho, Geraldo Faria Rodrigues Junior, em meio ao seu trabalho no setor de bebidas, também falou ao Mundo Lusíada sobre o sucesso da casa. Segundo ele, é fruto de muito trabalho iniciado quase há três décadas, sendo hoje uma das associações luso brasileiras mais conhecidas. Geraldo elogiou a hegemonia da sua diretoria e a atração artística, dizendo que Roberto Leal começou sua carreira no Brasil e, “apesar de ser português, as raízes dele, com certeza é também brasileira”.

O ex-presidente José Augusto Gomes de Freitas, falou ao Mundo Lusíada sobre o trabalho que vem sendo feito pelo filho, Paulo Freitas à frente da casa. “Ele está dando continuidade ao que foi feito e está melhorando. Os primeiros 15-20 anos foram complicados, agora a casa já está em condições de andar com suas próprias pernas. E foi uma dificuldade para chegar até aqui, mas chegamos. Conseguimos fazer uma Casa de Portugal que hoje é respeitada por todos”, diz José de Freitas lembrando até da frequência de prefeitos e diversas autoridades nos eventos da casa. Para Freitas, os fundadores já trabalharam bastante, agora os filhos precisam assumir, como vem acontecendo, para que tudo aquilo criado não acabe.

Antonio Dias Maquinez, presente e atuante na entidade desde a fundação, disse ao Mundo Lusíada estar muito feliz pelo sucesso e por ver a casa lotada. “A casa está lotada e sentimos felizes e eu mais feliz porque faz 27 anos que eu estou nesta casa. Meus parabéns a todos”, comentou.

José de Sá, o empresário do cantor Roberto Leal também registrou uma mensagem dirigida à casa. Dizendo ser um conhecedor de casas portuguesas da Austrália à Suíça, quando sabe que terá evento na Casa de Portugal do ABC já sabe que será um sucesso: “porque já parte de uma diretoria de cabeça, onde o avô, o pai, o filho, o neto, enfim, passam aos outros, coisa que normalmente não acontece nas casas e por isso é esse sucesso, a gentileza deles, o carinho, a forma de ser, eu queria que as casas portuguesas tivessem o tratamento que eles dão”, diz o empresário.

José de Sá contratou os integrantes da “Banda Alma Lusíada” como “fixos” do Roberto Leal. Alessandro, Rafael, Chiquinho, Paulo e o baterista e explicou que estava procurando uma “identidade mais portuguesa” e, segundo o empresário, deu muito certo. “Depois de 40 anos voltamos a fazer tudo de novo”, concluiu.

Parceiro da Casa de Portugal, o atual presidente do Hospital Beneficência Portuguesa de São Caetano do Sul, Ademir Pardo, também falou ao Mundo Lusíada dizendo que a casa é uma entidade participativa da comunidade. “27 anos não é o primeiro aniversário e a Beneficência participa das festas, está participando dessa e continua paraticipando com a casa, sem dúvida. Estamos felizes com mais este aniversário”.

O presidente do Banco Banif Brasil, o economista Julio Rodrigues, também fez questão de parabenizar a entidade. “Eu queria parabenizar toda a comunidade do ABC, em especial a casa e em especial o presidente Paulo Freitas que tem feito um trabalho maravilhoso. E que tenha um futuro maravilhoso, que a casa se perpetue neste trabalho de divulgar a nossa cultura e nosso folclore, com pessoas jovens como o Paulo na direção, meus parabéns”.

Outro parceiro importante para a Casa de Portugal do Grande ABC é o Banco Millennium bcp, que esteve representado pelo seu diretor Miguel Coelho da Silva. A parceria já passa de uma década. “Nós apoiamos essa casa há 12 anos, o Millennium bcp está aqui apoiando as casas portuguesas e nós acreditamos que o bcp está presente neste longo trajeto da casa. Fomos a primeira empresa a apoiar esta casa e queremos continuar, temos muitas pessoas aqui ligadas à nossa terra e ao Millennium”.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: