Autoridades do Brasil se juntam aos portugueses no Dia de Portugal

Conselho da Comunidade local promove Sessão Solene presidida por Fernando Capez. O jurista Ives Gandra Martins como orador e seu irmão, o maetro João Carlos Martins apresentou a Orquestra Bachiana

 

Mundo Lusíada

 

O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo promoveu um evento memorável em comemoração ao Dia de Portugal, Camões e Comunidades Portuguesas. Uma sessão solene, em 14 de junho, aconteceu na Casa de Portugal de São Paulo tendo como orador oficial o professor Dr. Ives Gandra da Silva Martins. O evento contou ainda com apresentação da Orquestra Bachiana Jovem, sob regência do Maestro João Carlos Martins, seguido de coquetel. 

 

Uma propositura do deputado estadual Fernando Capez, a sessão solene reuniu diversos representantes da comunidade portuguesa e do cenário político brasileiro. De acordo com o deputado, o evento mobilizou membros do poder legislativo, judiciário e executivo surpreendendo-se pelas inúmeras manifestações para participação. Ainda pela primeira vez, a TV Assembléia transmitiu uma sessão solene em sua programação; a Radio Terra também transmitiu o evento.

“Hoje foi um ato de reconhecimento e gratidão. O presidente do CCLB, Antonio de Almeida e Silva, fez um trabalho maravilhoso, o maestro João Carlos Martins me levou a lágrimas, me emocionou, uma cerimônia que eu posso resumir em uma palavra: amor. Aqui se falou de emoção, é isso que une a comunidade portuguesa e isso que deve unir os homens” disse Fernando Capez. Ao Mundo Lusíada, o deputado agradeceu ao pronto-apoio da comunidade luso-brasileira na sua vida política, citando também dirigentes e a própria Associação Portuguesa de Desportos, já que foi lá que entrou pela primeira vez num estádio. “Quis mostrar meu carinho, meu reconhecimento sobretudo a minha gratidão à comunidade luso-brasileira. Eu sempre fui bem recebido pela comunidade, sempre tive uma admiração muito grande pela comunidade portuguesa sediada em São Paulo. Uma comunidade trabalhadora que, com suor do seu trabalho, com esforço de levantar as madrugadas trabalhando até o final do dia, ajudaram a edificar a nossa sociedade”.

 

Mundo Lusíada

O presidente da Casa de Portugal de São Paulo, muito honrado em receber tantas autoridades e representantes da comunidade – deixando o Salão Nobre da casa completamente cheio – falou sobre as conquistas “humanitárias” dos portugueses, sem guerras. “Nós juntamos povos, construímos pontes sobre o Atlântico, o Pacífico, o Indico”. E citou Camões como um apaixonado por Portugal e pelo seu povo, um exemplo que deve ser seguido pelos governantes dos dois países Brasil e Portugal.

Ives Gandra Martins também citou Camões como um dos maiores do mundo. Trazendo aspectos históricos e geopolíticos, desde o surgimento do povo lusíada, mostrou que nenhum outro povo conseguiu transpassar o que os portugueses fizeram. “O mundo é de herança portuguesa” afirmou citando grandes navegadores formados pela Escola de Sagres. Segundo ele, no “10 de Junho” comemora-se o diferencial do povo português, de pouca gente mas de todo o mundo. “Essas pontes do passado, serão no presente uma ponte permanente para o futuro”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend