Sebastião Silva Barreto – Mestre dos mestres da poesia

Nos idos do ano de 1976, o mestre dos mestres da poesia fundou o “Movimento Poético Nacional”, 20 de outubro de 1976, era benemérito da “Casa Do Poeta De São Paulo” e deu ao mundo da poesia a mais linda, a maior entidade litero/poético/musical do Brasil.

A criação do Museu em sua homenagem na sua cidade natal em Visconde Do Rio Branco no estado de Minas Gerais, torna-se um marco glorioso ao mestre da poesia e à poesia em geral, ultrapassando os anais da poesia do Brasil, haja vista a homenagem que foi feita em Portugal, na cidade de Sintra, onde o nome da família “Barreto” está gravado no teto do “Castelo De Sintra”.

O Dr. Silva Barreto doou a sede do Movimento Poético Nacional, à rua dos Bogaris, 183 em São Paulo, eternizando o seu sonho magistral e hoje a entidade é a maior do Brasil contendo mais de 200 associados no Brasil, em Portugal e Canadá, com o jornal que fundou “A Voz Da Poesia”  e o “Boletim Informativo Mensal “, obras primas desse inigualável mestre da poesia.

Todos os poetas, escritores, diretores, músicos, cantores, declamadores e todos os associados em todas as épocas dos 40 anos de fundação do Movimento Poético Nacional, os presentes e os já passados para a vida eterna, vibram com essa homenagem ao nosso querido e eterno mestre, ao nosso querido amigo, ao nosso poeta mor da sabedoria jurídica e da sabedoria poética.

Olor de flores, ao “Museu Silva Barreto” que eternizará para sempre o maior mestre da poesia brasileira.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend