PORTUGAL, EM MILHARES DE ANOS

Há 160.000 mil anos, baseado em análises do Genoma Humano (DNA) a caminhada até chegarmos ao nosso querido e amado PORTUGAL veio vindo por etapas e logicamente por Rotas de Migração.
Desse período com o surgimento do “Homo Sapiens” e dos 160.000 até os 135.000 anos ao sul da África, Cabo da Boa Esperança, o ser humano começou a viajar pelo Deserto do Saara em direção à Ásia Menor e ocupada pelos “Neandertais” outro ramo da humanidade, isso dos 115.000 a 90.000 anos.
Dos 90.000 a 85.000 anos os seres humanos começaram a viajar através do Mar Vermelho até a Península Arábica e dai todos os não africanos são descendentes desse grupo que iam caminhando até Bornéu no Sul da China.
Aconteceu que nos 70.000 anos houve um grave inverno nuclear, o qual praticamente durou 6.000 anos, ocasionando grande perda humana nesse período, e que dos 65.000 até os 52.000 anos houve uma reversão no clima do planeta e aconteceu um grandioso aquecimento global, fazendo com que esse povo entrasse no Continente Europeu. Aconteceu que os humanos começassem a caminhar em direção à Península Ibérica, através dos territórios e do Rio Danúbio, que hora conhecemos como a Bulgária, Hungria, Áustria e diversificando as suas etnias, do centro da Europa para as invasões em direção da Península Ibérica.
Nesse período há 8.000 anos com o surgimento do “Homem Sapiens/Sapiens” que da idade da pedra, passou para as idades do bronze e do ferro, e começaram as invasões de outros territórios em busca de alimentação, uma vez que não existia a Agricultura, o ser humano começou a fabricar material de guerra através da liga do ferro.
No encadeamento dessa variação da humanidade, chegamos à feitura das tribos ou aldeias de seres variados e ao norte da então Península Ibérica da época milenar, essas ações de migrações chegaram à tribos dos “LUCIS” pelos povos Célticos, que da mesma forma começaram a se completarem com essas populações existentes da Península Ibérica, e começaram a chamar os “LUCIS” de “LUSITANOS” e bem como, outras tribos existentes de “IBEROS”, dai advém os IBÉRICOS.
Isso se deu por volta de aproximadamente 4 a 5.000 anos atrás, e como os Celtas eram seres mais cultos transmitiram a sua cultura ao povo lusitano e dai como todos sabem o encaminhando da “Era da Lusitânia” e com a invasão romana há 300 anos antes de Cristo, que durou 1.000 anos, a qual transmitiu a cultura de Roma, a Língua do Latim e os mesmos conheciam a Liga do Aço, dominaram parte grande da Europa até chegarem os MOUROS, no ano de 711 de nossa Era, os quais vieram do Norte da África e ficaram 700 anos no meio do povo Lusitano, os quais também deram o seu quinhão trazendo a cultura poética e da escrita o que perdurou até a nova cultura que chegou aos Lusitanos e em 1179 surgiu o nosso querido e eterno Portugal, completando uma caminhada de quase 200.000 anos do que conhecemos e assim sendo nós portugueses e luso descendentes, temos o sagrado “Olor de Flores” de sermos descendentes desses povos maravilhosos que habitaram eras milenares, chegando ao surgimento do nosso eterno PORTUGAL.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend