Carção / Vimioso / Portugal

Por Adriano Augusto da Costa Filho

A Aldeia de Carção/Vimioso, ao Norte De Portugal, faz parte de TRÁS-OS-MONTES, terra milenar de “éras e éras”, e Carção é uma freguesia do Concelho de VIMIOSO e naturalmente do Distrito De Bragança, Trás-Os-Montes.
Toda essa região faz parte da maravilhosa região Norte de Portugal, e faz fronteiras com a Espanha. Carção é uma variedade de povos que passaram em sua região deixando marcas eternas nas recordações dos povos da antiga Lusitania e dos celtas, mouros, judeus e romanos.
Eras e Eras se passaram, mas a fibra trasmontana permanece intacta, os habitantes de Carção são na sua essência comerciantes e descendentes de Celtas, Romanos e Judeus, mormente estes últimos que acabaram ficando nas regiões trasmontanas e em maior quantidade na região de Carção, e fazendo o comércio em todas as regiões paralelas à sua freguesia. O próprio símbolo da sua aldeia na bandeira é o Brazão Mezuzá, Menorá , Calendário de 7 braços, tudo em memória judaica e, assim sendo, o povoamento da região é diversificada, com rastros de memórias, e o seu povo atual Carçonense ou Carçoneiro guarda tudo com estima.
Carção sempre faz uma mostra da beleza estética do nosso PORTUGAL, seu povo ordeiro e religioso sempre fez obras maravilhosas para elevar a sua terra, revistas como a maravilhosa “Revista Almocreve” que teve o seu período maravilhoso por obra do Trasmontano/Carçonense Paulo Lopes,que empresta hoje os seus serviços educativos nos Açores e a criação do Museu Judaico/Marrano/de Vital memória de uma éra.
A Junta De Freguesia De Carção, seus elementos sempre trabalharam e trabalham para o engrandecimento da Aldeia Carçonense, haja vista as comemorações tradicionais da cultura trasmontana, suas festas religiosas, suas reuniões religiosas, suas reuniões culturais, o engrandecimentos de todas Eras de sua vida cultural.
Muitos Carçonenses fizeram dessa revista um polo cultural, poesias e artigos foram espalhados pelo mundo afora, e o Mestre Professor e Médico Dr. David Leó Levisky autor de várias obras, um dia ao sabor dessa região fantástica memorável, foi até ela colhendo dados e escreveu um livro fantástico sobre essa terra maravilhosa, com o nome “Entre Elos Perdidos”, onde lhe forneci todos os dados históricos de Carção, mormente por ter sido a terra que meu pai nasceu: ADRIANO AUGUSTO DA COSTA.
Por ser uma terra imensamente cultural no contexto trasmontano, existe grandes Poetas, Poetisas, Escritores, Jornalistas, Membros Culturais, todos imbuídos em levar essa terra fenomenal para a glória das artes.
A Aldeia De Carção tem suas festas maravilhosas como a festa de “Nossa Senhora Das Graças”, no último Domingo de Agosto. Podemos ainda citar que o povoamento maior de Carção deu-se por volta dos séculos 15 e 16, onde as riquezas culturais de seu povo incentivou outras regiões, e vieram muitas famílias para a aldeia. Já na Era mais moderna o mestre da Poesia Camilo De Castelo Branco mencionou o nome de Carção em seu romance “Amor De Perdição”.
Portanto, estamos em frente a uma Aldeia fantástica acolhedora da arte, da poesia e da escrita, Carção/Vimioso, Aldeia Gloriosa, do nosso querido e eterno PORTUGAL.

 

Por Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend