A Viagem de Adriano pelo Eterno Portugal

Adriano com grupo folclórico na Ilha da Madeira.
Adriano com grupo folclórico na Ilha da Madeira.

Pela 3° vez fui visitar a terra sagrada do eterno Portugal, já o havia feito em 1998, quando permaneci por 30 dias e percorri de carro 6.000 quilômetros, viagem que fiz com a companhia de minha esposa Felisbela, e voltei em 2012, acompanhado das filhas Dora e Vera e os genros Joubert e Edgard e agora em 2013, também com as filhas Dora e Vera e o genro Joubert.
A Viagem foi feita com a intenção de permanecer por 30 dias, o que aconteceu e do mesmo jeito percorremos de carro praticamente quase todas as regiões de Portugal, cuja demonstração farei a seguir:
1) De avião da T.A.P. ( Tranportes Aérios Portugueses) partimos no dia 19 de Agosto às 17 horas e chegamos em Lisboa no dia 20 às 7 horas da manhã. Dali, permanecemos nesse dia em Sintra, na residência dos primos Moisés e Margarida e partimos no dia 21 em direção a Trás-os-Montes, terra de meus pais, Adriano e Maria, ele de Carção/Vimioso e ela de Rio Frio/Bragança nessa viagem com dois carros pertencentes aos primos.
Ali permanecemos por 5 dias, percorrendo essas regiões, assistimos maravilhosos eventos, como a grande festa das Velas e procissão em Carção, festa de N.S.das Graças, com grandioso desfile de bandas, cortejo religioso e uma multidão grandiosa acompanhando essa festa, e em Carção os nossos primos Francisco Andrade e Manuela nos cortejaram com a maravilhosa atenção tornando a passagem ainda mais emocionante.
A Aldeia ou Freguesia de Carção faz parte do Distrito de Vimioso, uma grandiosa cidade e Carção é um local habitado por vários séculos, desde os Celtas, eras romanas e mouras, bem como apanágio dos judeus que quando foram expulsos da Espanha, por ali na região de Carção e cercanias, ficaram para sempre. E ali nasceu o meu pai Adriano Augusto da Costa, o qual emigrou para o Brasil no ano de 1911, junto com meus avós e faleceu em São Paulo, em 2004 com 102 anos de idade.
Também a Aldeia ou Freguesia de Rio Frio, pertence ao Distrito de Bragança, uma grandiosa e maravilhosa cidade, que da mesma forma de Carção vem de séculos e séculos e já foi chamada de Rivulo Frio do Monte na era romana. Ali nasceu a minha imortal mãe Maria da Anunciação Anes da Costa, veio para o Brasil no ano de 1912 junto com os meus avós e faleceu em 1988 com 81 anos de idade, sendo que, os dois jamais voltaram para Portugal e lamentaram muito por essa desdita.
2) No dia 26 partimos em direção à cidade do Porto, ficamos ali por 5 dias, percorrendo essa maravilhosa região, com o seu maravilhoso Rio Douro e as cidades em sua volta como Gaia, que ali é o local do maravilhoso Vinho do Porto, seguirmos até Santiago de Compostela na Espanha, passando por Viana do Castelo e Valença, entrando na Espanha passando por Vigo até Santiago de Compostela. Do Porto após percorrer essa maravilhosa região, seguimos em direção da cidade de Leiria, indo até Fátima, a eterna cidade religiosa conceituada da Virgem Maria de Fátima, o que nos deixou a todos imensamente emocionados com a sua beleza e grandeza.
Sempre seguindo para o conhecimento, estivemos em Óbidos (quem ali não vai, não conhecerá o maravilhoso passado de Portugal), corremos também a região, passando por Ericeira, Caldas da Rainha, Alcobaça, Figueira da Fóz e Nazaré onde assistimos em plena praça principal um completo festival de Folclore, percorrendo essa região vimos um punhado de cidades, todas elas muito lindas e emocionantes.
3) Do dia 05 até 10 de Setembro, viajamos de avião para a Ilha da Madeira, um paraíso terrestre, onde ali desfrutamos das suas maravilhosas cidades, encostas maravilhosas, tuneis e estradas por toda Ilha, e cidades lindas como Porto Moniz, São Vicente, Câmara de Lobos e o lindo e espetacular Funchal, sendo que, percorremos a Ilha toda numa van, ali na Ilha da Madeira vimos coisas espetaculares e uma festa grande no Casino.
4) Retornando para o Continente, no dia 11 seguimos para o Algarve, percorrendo uma estrada maravilhosa de 300 quilômetros e no Algarve em 3 cidades maravilhosas como: Faro, Lagos e Sagres, vimos praias e cidades mostrando a beleza e grandiosidade de Portugal. Já em Lisboa, estivemos na Associação Portuguesa de Poetas, onde sou no Brasil o Delegado/Coordenador e a Diretoria e os associados fizeram à minha pessoa uma grandiosa homenagem e bem como, também estive na Associação Portuguesa de Escritores, também onde pertenço como associado, duas entidades maravilhosas, conceituadas da cultura da Língua Portuguesa.
Em todos esses lugares as minhas filhas Dora e Vera e o genro Joubert se deliciaram com suas praias maravilhosas, mormente no Algarve e no dia da véspera da volta ao Brasil, dia 17, eles percorreram a pé durante o dia todo o centro principal de Lisboa, deliciando-se com essa maravilhosa cidade. E nós brasileiros pelo Sol, portugueses pelo sangue, e já eu e as filhas Dora e Vera possuindo a cidadania portuguesa, ficamos maravilhados com tudo que assistimos e cada vez mais os nossos corações ficam imensamente felizes por podermos ver o nosso querido e eterno Portugal.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend