A maior expedição naval de todos os tempos

E a descoberta definitiva das terras do futuro Brasil pelo eterno Portugal

Por Adriano Augusto da Costa Filho

No dia 08 de março de 1500 saiu do Rio Tejo em Portugal, a frota de 13 navios e com 1.500 homens, comandada por Pedro Álvares Cabral, um nobre de Belmonte (Portugal). A intenção era uma ida para a Índia, trazer uma imensidade de mercadorias e, logicamente promover uma guerra particular de Portugal contra a Índia e naturalmente contestar a Espanha, para isso a frota estava muito bem armada.
Essa frota saindo do Rio Tejo atingiu logo Cabo Verde e como a humanidade já sabia que o planeta Terra era redondo, atravessaram o Cabo da Boa Esperança, antigo Cabo das Tormentas no Sul da África e rumaram para o seu destino, indo embora para o desconhecido, uma vez que já tendo conhecimento da rota de Vasco da Gama, estavam indo rumo ao Ocidente.
Chegando ao dia 22 de abril o comando avistou terras em um monte muito alto e logo denominaram de “Monte Pascoal” em razão da Páscoa. Em dois dias conseguiram ancorar e deram o nome de “Porto Seguro” onde a frota ficou por uma semana e todos esses acontecimentos foram anotados e escritos em uma carta pelo literato escritor acompanhante da viagem Pêro Vaz de Caminha.
Portugal com respeito ao “Tratado de Tordesilhas” esforçou-se para conseguir as 370 léguas a leste de Cabo Verde e com respeito às 100 léguas da Bula Papal de Alexandre VI e logo no ano de 1501 já Portugal organizou uma expedição para localizar corretamente o litoral das terras e que deram o nome de Ilha de Vera Cruz, posteriormente Terra de Santa Cruz.
Tudo isso já era de conhecimento de Portugal, mesmo porque a Espanha havia cedido os 3 navios em 1492, Santa Maria, Pinta e Nina a pedido do Português Cristóvão Colombo, porque Portugal lhe havia negado os 3 navios e ele então foi pelo lado oposto e descobriu a América para a Espanha, no entanto, com isso, em 1498 Portugal enviou Duarte Pacheco Pereira, que foi navegador de Vasco da Gama e esteve nas terras do futuro Brasil, levou ao conhecimento de Portugal as terras grandiosas e bem como, que não havia ninguém europeu nessas terras, tão somente índios, então Portugal organizou essa frota magnífica para efetivar a descoberta das futuras terras do Brasil.
Desde o ano de 1300 Portugal sabia das terras futuras, uma vez que a humanidade achava que o planeta terra era “plano” e não “redondo”, e achavam que ao ultrapassar o Cabo das Tormentas, as embarcações caiam no abismo terreno e então ninguém se aventurava e davam a volta por Madagascar até o Mediterrâneo. Aconteceu que um português de nome Sancho Brandão, cartógrafo, furou esse bloqueio e foi parar nas costas do futuro Brasil, isso no ano de 1300 e como era obrigatório relatar as viagens por quaisquer navegantes e barcos, Sancho Brandão entregou no ano de 1300 a delineação da costa das terras do futuro Brasil, e a documentação como era praxe foi entregue na “Torre do Tombo” em Lisboa, que depois com a descoberta da América, Portugal começou a programar as viagens para as costas brasileiras.
O Brasil pode ser considerado o maior país do mundo, territorialmente, os Estados Unidos é maior porque tem o território do Alaska, o qual comprou da Rússia Czarista [antigo império Russo derrubado pela revolução em 1917].
A Rússia é maior porque tem o território da Sibéria que conquistou guerreando nos séculos passados. A China é maior porque conquistou a Mongólia e outros territórios da mesma forma, guerreando também em séculos.
Portugal com sua “fibra lusitana” descobriu e conquistou territórios por sua condição de “maior país descobridor do mundo” e portanto: Glória Eterna ao nosso querido e eterno Portugal!

 

Por Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend