A Língua Portuguesa em Portugal-Brasil e em outros países ao sabor de oito séculos

Museu Língua Portuguesa

Por Adriano Augusto da Costa Filho

 

A imensidão de países que falam e escrevem em Língua Portuguesa, chegou a oito séculos de existência, tornando a “Comunidade da Língua Portuguesa” idêntica a outras línguas, como a língua inglesa e o castelhano.

Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Thomé e Príncipe, Timor e Timor Leste, as ilhas ligadas a Portugal: Ilha da Madeira, Ilha dos Açores e outras comunidades como Macau, Nova Aveli, Gôa, Damão e Diu.

Ao correr do tempo, as populações que falam e escrevem em língua portuguesa, nessa imensidade de países chegou a beira de um bilhão de habitantes nesses todos países, ilhas e dependências para nosso eterno orgulho.

Nos acontecimentos desse período, da passagem dos oito séculos da língua portuguesa, evidentemente os consulados de língua portuguesa no mundo inteiro festejaram essa maravilha de acontecimentos e bem como, várias entidades dos países envolvidos nas comemorações desse fantástico acontecimento, como os 1° Fórum de Literatura Lusófona e comemorações variadas em dezenas ou centenas de entidades ao sabor da língua portuguesa na imensidão de países.

Outras ações surgiram e surgirão com certeza, uma vez que, a língua portuguesa é na realidade uma língua labial e não gutural, tornando-se praticamente bem recebida em vários países do planeta, mesmo porque o modo da pronuncia fácil “labial” produz uma beleza inconteste e ao passo falar com a garganta tornaria a pronuncia mais difícil por ser gutural, isto é falar com a garganta.

Portanto, olor de flores aos países de língua portuguesa, para nosso orgulho eterno, ao nosso eterno Portugal, ao Brasil com a grande população e aos países de língua portuguesa, nas sempre comemorações dos séculos de língua portuguesas no universo dos países do planeta terra.

 

Por Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

1 Comment

  1. Eu, Roberto Moreno, fundador e presidente da Fundação Geolíngua, estou à disposição do Adriano Augusto da Costa Filho e dos jornalistas do Mundo Lusíada para lhes fornecer um Dossiê do que está no Tribunal da Propriedade Intelectual, MP, e nos calabouços das redações da imprensa à portuguesa, no âmbito da efeméride registrada por Roberto Moreno, na SPA em 2009, sobre os 8 Séculos da Língua portuguesa” – Aliás, conforme o publicado no boletim da Ordem dos Advogados – “A Sociedade Portuguesa de Autores associa-se à celebração dos 800 anos da Língua Portuguesa” – entretanto, a SPA, não apoiou o autor membro da SPA desde 1994, EU, mas, apoiou quem “copiou na sua totalidade” esta Obra registrada na própria SPA. – Incrível, não?! – Imagina se algum advogado e/ou jornalista, ambos a sério e com coragem, quiser saber tudo sobre este tema – “Cai o Carmo e a Trindade, com certeza!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: