A Beleza Divina da Mulher Portuguesa

A Beleza Divina da Mulher Portuguesa

Como todos nós sabemos, o DNA é que determina o que os seres irão ser, tanto na forma física, como na espiritual e por essa razão, fatos considerados corretos pelos grandes mestres das ciências mundiais, todos nós somos produtos de um tempo que passou, mas que, a Divina Providência deixou para a eternidade e para a evolução das espécies a transformação dos seres em suas formas físicas e espirituais, com a transmissão eterna dos corpos.

Cada país e cada região do planeta tem as suas populações assemelhadas, tanto na forma física, como espiritual, produto do clima, da alimentação, da formação anterior das colonizações de outros povos, do ensino escolar, religioso e cultural, o que faz com que o ser humano tenha uma aparência assemelhada com os seus conterrâneos e assim acontecendo como não podia deixar de ser, o mesmo aconteceu em Portugal, com a formação de um povo maravilhoso, vindo das junções de povos, desde os Celtas, Iberos, romanos, visigodos, godos, germanos e mouros.

Nessa conjunção memorável, em que surgiu a mulher portuguesa, destacando-se uma beleza maravilhosa, tanto no nascimento, como na infância, na juventude e na velhice, a mulher portuguesa é um símbolo maravilhoso da mulher perfeita, tanto na sua beleza tradicional, no aspecto, e na forma gentil, educada, de portar-se perante a humanidade como lhe é peculiar e visível em todos os cantos da terra lusitana.

Para ilustrar as palavras que estão escritas neste comentário, um cantor seresteiro e compositor brasileiro, descendente lusitano direto, apresentador e cantor da entidade Movimento Poético Nacional e assinante do Jornal Mundo Lusíada, Remo Menezes, compôs uma canção, letra e música, a interpretando, em um evento da entidade, com os aplausos totais do público presente, que espelha uma realidade sobre a mulher portuguesa, como seja:

LINDA PORTUGUESA – Minha Linda portuguesa – teu olhar, tenho certeza – teu sorriso é inspiração – esta é tua canção. Minha linda portuguesa – és um amor, tenho certeza – pois cantando esta canção – vibra em mim uma paixão – Nesta simples melodia – meu cantar é alegria – vives no meu coração – és meu céu, minha ilusão. Oh! Minha linda portuguesa – no reinado és a princesa – no jardim és bela flor, és um sonho, és um amor.

Como vemos, nada melhor para mostrar a beleza contagiante da mulher portuguesa, em todos os aspectos que possamos nos conduzir, jovens com o seu modo peculiar de apresentar-se em público e as senhoras de todas as idades, com o seu modo peculiar de falar as coisas, nos dá a certeza absoluta que a mulher portuguesa dentro da espécie humana é de uma beleza inconfundível, produto desse povo maravilhoso, que a Divina Providência trouxe para o nosso querido e eterno Portugal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend