Fado no Brasil: Francisco Alves – “Saudade, esperança!”

Por Thais Matarazzo

Fado_FranciscoAlvesFilho de imigrantes portugueses, o cantor e compositor Francisco Alves (1898 – 1952) é carioca da gema.

Tornou-se um dos intérpretes mais queridos do Brasil, tendo seu sucesso advindo do teatro, do disco e do rádio.

Tocava violão muito bem, entretanto, o primeiro instrumento que ganhou, ainda na infância, foi uma guitarra portuguesa, presente de Ângela, sua irmã mais velha.

Considerado o “Rei da Voz” tem aproximadamente mil gravações. Dentre elas está uma homenagem a Portugal, escrita pelo próprio Francisco Alves em parceria com o teatrólogo Luiz Iglésias, esposo da atriz Eva Todor.

Saudade, esperança!, foi grava- da e lançada em 1938, com acompanhamento de violões.

 

Saudade, esperança! – fado-canção

(Francisco Alves / Luiz Iglésias)

Dizem todos que a saudade

Nasceu lá em Portugal

Eis por que tal gente há de

Sofrer sempre desse mal

Mas eu creio com firmeza

Nesta expressão verdadeira:

Se a saudade é portuguesa

A esperança é brasileira!

 

Deus quando fez a saudade

Suave e doce sofrer

Ao dar-lhe paternidade

Foi Portugal escolher

Talvez por ver que essa gente

As mágoas tão bem expande

E traz alma, inconsciente,

Um coração muito grande.

 

Mas depois de tal invento

Estremeceu de pavor

A saudade é sofrimento

Que a vida murcha qual flor

E cheio de piedade

Por uma dor tão criança

Suavizou a saudade

Criando o bem da esperança.

 

 

Por Thais Matarazzo
Trecho do livro “O Fado que cantei e outras canções…” (2015), de Thais Matarazzo, Editora Matarazzo (São Paulo-SP). Assina a Coluna Fado no Brasil no Mundo Lusíada Online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend