Governo garante redução nos atrasos e tempos de espera no aeroporto de Lisboa

Da Redação
Com Lusa

Governo português garantiu nesta sexta-feira que foram tomadas medidas para reduzir os atrasos nos voos e nos tempos de espera nas chegadas no Aeroporto Humberto Delgado e espera que a ANA avance com obras na infraestrutura.

“O Governo implementou duas medidas de gestão que estão a ter resultados muito positivos na operação do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa”, lê-se num comunicado divulgado pelo gabinete do secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto Miranda.

De acordo com o executivo, a entrada de mais de 90 agentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) permitiu “reduzir drasticamente” os tempos de espera de entrada em Portugal, “acabando com situações frequentes em que, por vezes, se ultrapassavam as duas horas de espera para os voos ‘não Schengen’, e passando para tempos médios de nove minutos e tempos médios máximos de 40 minutos”.

Por sua vez, o acordo estabelecido com a Força Aérea e com a Navegação Aérea de Portugal (NAV) para libertar parte do espaço aéreo militar de Sintra e do Monte Real possibilitou uma maior fluidez no tráfego aéreo, “o que permitiu diminuir em cerca de 40% as causas de atrasos”.

Com o início da nova organização do espaço aéreo, “o tempo de atraso imputável à ativação do espaço aéreo militar passou de 1.500 minutos às 13 horas para 106 minutos”, ou seja, cerca de dez vezes menos, apontou.

“O Governo congratula-se com a capacidade de resposta do SEF e com a colaboração da Força Aérea para adequar a sua operação às necessidades civis, sem prejuízo das suas missões militares”, acrescentou.

Segundo o mesmo documento, “num futuro próximo”, após a entrada em funcionamento de novas portas de reconhecimento e controlo automático, que aguardam visto do Tribunal de Contas, e a entrada em operação do ILS, sistema que permite a aproximação à pista em condições de nevoeiro e baixa visibilidade, “antecipa-se que a chegada de passageiros e de aviões será ainda mais facilitada”.

O Governo espera agora que a ANA – Aeroportos de Portugal avance com as obras para melhorar as condições de trabalho do SEF, para a construção de saídas rápidas de pista e da nova torre de controlo e, sobretudo, para a expansão do novo terminal de passageiros nas chegadas, “por forma a que o Aeroporto Humberto Delgado dê resposta adequada e de qualidade aos passageiros que chegam a Portugal”.

De acordo com os dados avançados pelo Ministério das Infraestruturas e da Habitação, até ao final de julho, registrou-se um crescimento de 7% do número de passageiros no aeroporto de Lisboa para 17.813.366.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend