Trump diz que quer acordo comercial entre os Estados Unidos e o Brasil

Da Redação
Com agencias

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse desejar negociar um acordo comercial com o Brasil, abrindo portas para questões comerciais entre os dois países, noticiou a imprensa brasileira.

O Presidente norte-americano não deu detalhes das negociações deste acordo comercial, mas em conversa com jornalistas na Casa Branca, em Washington, aproveitou para elogiar o chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro.

“Tenho um ótimo relacionamento com o Brasil. Tenho um relacionamento fantástico com o Presidente [Bolsonaro]. Ele é um grande cavalheiro. Acho que ele está a fazer um ótimo trabalho” disse Trump.

“Vamos trabalhar num acordo de livre comércio com o Brasil. O Brasil é um grande parceiro comercial”, acrescentou.

Bolsonaro e Trump conversaram sobre a viabilidade de um acordo comercial dos Estados Unidos com o Mercosul (bloco formado pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) durante a última cimeira do G20, realizada em junho no Japão.

Segundo alguns estudos, o acordo entre o Brasil e os Estados Unidos poderá remover barreiras não tarifarias ao comércio bilateral.

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, também disse neste dia 30 na capital paulista que os Estados Unidos têm interesse em fechar um acordo de livre comércio com o Brasil. Ele ressaltou, no entanto, que muitas etapas de negociação comercial ainda precisam ser cumpridas, e não quis estimar o tempo necessário para que o acordo possa ser fechado.

“Muitos componentes são necessários [para se chegar ao acordo]. No entanto, nunca concluímos o tratado de investimento bilateral entre o Brasil e EUA, que seria um precursor lógico de qualquer tipo de Acordo de Livre Comércio. Há muitas coisas no diálogo comercial que precisam ser feitas”, disse em entrevista coletiva após participar de evento, em São Paulo, na Amcham Brasil.

Ross destacou ainda que para o acordo comercial entre o Brasil e os EUA avançar é necessário que os termos do tratado do Mercosul com a União Europeia não criem obstáculos. “É importante que nada no acordo entre Mercosul e União Europeia seja um impedimento para um acordo de livre comércio do Brasil com os Estados Unidos. É importante evitar obstáculos que, inadvertidamente, possam aparecer na transação do Mercosul com a União Europeia”, disse.

Ross tem encontro marcado nesta quarta-feira, em Brasília, com o ministro da Economia Paulo Guedes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend