Presidente Bolsonaro recebe em Brasília Associações Filantrópicas

Reunião discutiu o fortalecimento da filantropia como braço importante do Estado na oferta de direitos sociais à população.

Da Redação

O Fórum Nacional de Instituições Filantrópicas (FONIF), uma associação sem fins lucrativos, com objetivo de garantir os direitos e interesses das instituições filantrópicas, e que é presidida pelo Sr. Custódio Pereira (português de Setúbal radicado no Brasil), participou no último dia 15 de janeiro, com vários representantes de entidades filantrópicas, de uma reunião no Palácio do Planalto com o Presidente da República, Jair Bolsonaro, e o Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O encontro foi realizado com o objetivo de discutir a importância da filantropia como parceira do Estado na oferta de direitos sociais à população.

Durante a reunião, foi apresentada em primeira mão a atualização da pesquisa ‘A contrapartida do setor filantrópico para o Brasil’, produzida pelo FONIF em parceria com a consultoria independente Dom Strategy Partners. A primeira versão da pesquisa, lançada em 2016, apurou, entre outros números, que a cada R$1 concedido pelo Estado como imunidade fiscal às entidades filantrópicas, o setor traz retorno de R$6 em benefícios para a sociedade.

“A segunda fase da pesquisa traz números ainda melhores que a anterior e mostram a força da atividade filantrópica no Brasil. Nosso objetivo foi demonstrar nesse encontro o quanto as atividades filantrópicas são fundamentais para o País, sempre favorecendo e beneficiando a população brasileira”, comenta o presidente do FONIF.

Além da apresentação da pesquisa, a comitiva do FONIF também aproveitou o encontro para entregar ao Presidente a minuta do Projeto de Lei Complementar sobre Filantropia, elaborado conjuntamente pelo setor a partir de uma iniciativa encabeçada pela instituição, com a realização de fóruns realizados ao longo de 2017 e 2018.

Além do presidente do FONIF, o encontro teve também a participação do Diretor Jurídico Thiago Cabral, do vice-presidente da instituição Caio Thomas, além do professor Antônio Veronezzi e representantes da Associação Nacional das Escolas Católicas (ANEC), da Confederação Israelita do Brasil (CONIB) e da Federação Brasileira de Associações Socioeducacionais de Adolescentes (Febraeda).

Participaram também a Confederação das Santas Casas de Misericórdia Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), Confederação Brasileira de Fundações (CEBRAF), Associação Brasileira de Instituições Educacionais Evangélicas (ABIEE), Congregação de Irmãs de Santa Marcelina e a Associação Brasileira das Instituições Comunitárias de Educação Superior (ABRUC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend