Vitória de Rui Rio no PSD foi a mais próxima entre candidatos da história do partido

Da Redação
Com Lusa

A vitória de Rui Rio sobre Luís Montenegro por cerca de 53% dos votos no sábado foi a mais próxima entre os dois primeiros candidatos em eleições diretas na história do PSD, num inédito segundo turno.

Ainda com 19 secções por apurar de acordo com o ‘site’ do PSD, Rio já tinha conseguido 53,11% dos votos (17.009) contra 46,89% (15.018) de Montenegro, uma diferença de 6,12 pontos percentuais e 1.991 votos.

Até agora, a vitória mais estreita registrava-se em 2008, quando Manuela Ferreira Leite venceu Pedro Passos Coelho por 37,9% contra 31,06%, uma diferença de 6,84 pontos percentuais e de cerca de 3.000 votos.

No entanto, nesta ocasião o PSD ficou quase ‘tripartido’, já que o terceiro candidato mais votado, Pedro Santana Lopes, obteve 29,6% dos votos, a apenas 1,46 pontos do segundo.

Nessas eleições, os estatutos ainda não obrigavam a uma segunda volta quando um dos candidatos não obtivesse a maioria absoluta dos votos validamente expressos, uma regra que só foi introduzida em 2012, mas que só foi necessária na atual eleição, depois de na primeira volta Rio ter vencido com 49,02% dos votos (com uma diferença de 2.409 votos para Montenegro).

Numa análise dos resultados por distrito, Rio teve no sábado uma vitória ainda mais expressiva do que na primeira volta no Porto, a maior distrital do PSD em número de militantes com quotas em dia, com 64% dos votos.

Se na primeira volta a cidade onde Rio foi presidente da Câmara durante 12 anos já lhe tinha dado uma vantagem de 1.456 votos, no sábado essa margem alargou-se para 1.734.

Já a maior vitória de Luís Montenegro foi alcançada na Área Metropolitana de Lisboa (a segunda maior distrital, mas onde votaram menos pessoas do que em Braga), conseguindo 65% dos votos.

Numa estrutura que na primeira volta tinha sido conquistada por Miguel Pinto Luz com 1.592 votos – o candidato menos votado e que ficou fora da segunda volta -, no sábado o antigo líder parlamentar do PSD conseguiu mais 985 votos na capital e alargou a vantagem sobre Rio de apenas 168 votos para 1.182.

Montenegro ‘herdou’ também a outra estrutura em que Pinto Luz tinha vencido, Setúbal, alcançando 67,6% dos votos, e uma vantagem de 289 votos sobre Rio.

Em Braga, a terceira maior distrital, Montenegro venceu com 52% dos votos, mas a vantagem sobre Rio encurtou-se em relação há uma semana, passando de 353 votos para 207.

A fechar o leque das quatro maiores distritais (que juntas representam mais de 57% dos votos no PSD), em Aveiro o líder do PSD reforçou a vantagem com 59,5% dos votos, conquistando mais 706 votos que o seu adversário (na primeira volta tinha tido mais 593 que Montenegro).

No total do país, Rio ficou à frente em 12 distritos e Montenegro em 10, quando na primeira volta o líder tinha vencido em 13 e o antigo deputado em seis.

Além das duas distritais que há uma semana tinham sido de Pinto Luz – Lisboa e Setúbal -, Montenegro recuperou Portalegre a Rio e conseguiu a unanimidade dos quatro militantes que votaram Fora da Europa (na primeira volta tinha dado empate) e voltou a vencer em Braga, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Lisboa Área Oeste e Viseu.

Já Rio voltou a vencer, além de Porto e Aveiro, nos Açores, Beja, Bragança, Évora, Europa, Faro, Guarda, Santarém, Viana do Castelo e Vila Real.

Nas cinco maiores concelhias do PSD em número de quotas pagas, Montenegro venceu três – Lisboa (63,6%), Famalicão (77,3%) e Barcelos (55,7%) – e Rio duas: Porto (68%) e Gaia (80%).

Na Madeira, o PSD regional recusou abrir as sedes para a realização da segunda volta na Região Autônoma, depois de o Conselho de Jurisdição Nacional ter anulado todos os votos da primeira volta por “desconformidades” com o caderno eleitoral, pelo que não foi contabilizado qualquer voto nesta estrutura.

Além das 11 secções da Madeira, continuam por apurar os dados de quatro secções de Portalegre, duas de Coimbra, uma de Viseu e outra de Viana do Castelo.

Quanto à participação, aumentou ligeiramente em relação à primeira volta: em 40.628 inscritos, votaram 32.368, de acordo com os dados provisórios do site do PSD, o que corresponde a 79,6% do total e mais quase 300 militantes em relação ao passado sábado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend