Seleção portuguesa de futebol conquista primeira edição da Liga das Nações

Mundo Lusíada e Lusa

Foi um gol de Gonçalo Guedes que permitiu à seleção portuguesa de futebol conquistar a primeira edição da Liga das Nações, com um triunfo por 1-0 na final com a Holanda, no Estádio do Dragão, no Porto.

O jogador do Valência, que substituiu no ‘onze’ João Félix em relação às meias-finais, resolveu o encontro aos 60 minutos, com um remate à entrada da área, após um passe de Bernardo Silva.

O conjunto das ‘quinas’ arrebatou o segundo título internacional da sua história, depois do campeonato da Europa de 2016, então numa final com a anfitriã França (1-0, após prolongamento), graças a um gol de Éder.

A seleção portuguesa de futebol ainda iria para a Avenida dos Aliados e Câmara Municipal do Porto, após ter conquistado a primeira edição da Liga das Nações.

Dia de Portugal mais cedo

O primeiro-ministro António Costa congratulou-se hoje com a vitória da seleção, considerando que as comemorações do Dia de Portugal começaram mais cedo.

“Ganhámos esta primeira Liga das Nações. O Dia de Portugal começou umas horas mais cedo graças à nossa equipa”, disse António Costa, enviando “um grande abraço” ao técnico Fernando Santos e a todos os jogadores.

“Fizeram um jogo de grande qualidade e com o merecido resultado”, acrescentou.

O chefe do Governo falava, em declarações à RTP, na zona VIP do Estádio do Dragão, onde Portugal defrontou a seleção holandesa.

António Costa considerou ainda “motivo de grande orgulho e satisfação” no espaço de pouco anos Portugal ter sido campeão europeu e ter vencido a Liga das Nações.

Também o Presidente da República disse que é “uma alegria” Portugal ser o primeiro vencedor da primeira Liga das Nações, em especial em casa, considerando que os lusos foram “os melhores dos melhores” ao vencerem a Holanda, por 1-0.

“É uma alegria, numa competição que arranca, o primeiro vencedor ser Portugal e em Portugal. Começamos assim o Dia de Portugal”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, considerando que a seleção portuguesa fez “um gol excecional”, mas também sofreu frente a uns “holandeses muito fortes”.

No Estádio do Dragão, Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou a “projeção no mundo” que uma vitória destas representa para Portugal, declarando-se “muito feliz” com o resultado do encontro.

“Costumo dizer que quando somos muito bons somos os melhores dos melhores e hoje fomos”, acrescentou.

O Presidente da República, que na segunda-feira viaja para Cabo Verde para a segunda parte das comemorações oficiais do Dia de Portugal, fez questão de partilhar com os cabo-verdianos a vitória de hoje, mas também a do Campeonato Europeu de futebol.

“Para Cabo Verde levamos a taça do Euro porque vários jogadores [da seleção] eram cabo-verdianos como também aqui um jogador vencedor é cabo-verdiano. Há uma parte da vitória de Portugal no Euro como também hoje que é cabo-verdiana”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend