Comunidades portuguesas querem plenário anual para debater diáspora

Da Redação
Com Lusa

O Conselho Permanente do Conselho das Comunidades Portuguesas (CP-CCP) propôs à Assembleia da República a realização de uma reunião anual para discutir temas ligados aos portugueses no estrangeiro.

A resolução, divulgada neste dia 11, foi aprovada durante a reunião do CP-CCP, em Lisboa, no final do mês passado.

O CP-CCP decidiu “propor à presidência, aos grupos parlamentares e às representações partidárias na Assembleia da República que seja realizado, anualmente, um plenário para tratar da temática ‘As Comunidades Portuguesas no estrangeiro'”.

De acordo com o documento, a que a Lusa teve acesso, o CP-CCP defende que este plenário temático ocorra durante a reunião anual do conselho, em Lisboa, e que os seus membros participem.

Durante a reunião do CP-CCP, os membros da entidade defenderam também a recomendação da passagem da sua tutela para a presidência do Conselho de Ministros, justificando a medida com “a transversalidade das temáticas acerca das Comunidades no estrangeiro”.

O CP-CCP concordou também num aumento da representatividade de gênero dentro da entidade, pretendendo “que, pelo menos, 40% dos eleitos sejam de sexo diferente”, um aumento face à proporcionalidade constante na lei anterior, que referia um terço (cerca de 33%).

A participação das comunidades nas eleições e o combate à abstenção foi também um dos assuntos endereçados pelo CP-CCP.

Nesse sentido, o órgão sugeriu a “uniformização da votação em todos os atos eleitorais aplicáveis às comunidades, com a possibilidade de voto presencial e à distância”, a “possibilidade de votação eletrônica não presencial” nas eleições legislativas.

O CP-CCP pretende ainda que haja uma maior campanha por parte da Comissão Nacional de Eleições (CNE) junto das comunidades aquando da divulgação de atos eleitorais e do recenseamento eleitoral automático, assim como a colocação da palavra “Portugal” nos envelopes utilizados para a remessa dos boletins de voto de modo a “evitar extravio ou chegada não atempada” destes.

O Conselho Permanente é o órgão de cúpula do Conselho das Comunidades Portuguesas, estrutura consultiva do Governo para as políticas relativas à emigração e às comunidades portuguesas no estrangeiro, composta por 80 membros eleitos pelos portugueses residentes no estrangeiro.

Com um mandato de quatro anos, os conselheiros estão organizados num conselho permanente, conselhos regionais, comissões temáticas, secções e subsecções, e reúnem-se em plenário, em Portugal, uma vez por mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend