Casa de Portugal de São Carlos realiza seu primeiro jantar com 300 pessoas

Por Odair Sene

A Casa de Portugal de São Carlos marcou o lançamento oficial da entidade com um jantar na noite de 4 de outubro na cidade de São Carlos, distante 240km de São Paulo, na presença de autoridades da região e de São Paulo, como do Cônsul Geral de Portugal, Dr. Paulo Jorge Nascimento.
“Em primeiro lugar, quero agradecer para além de todas as presenças diplomáticas, como nosso Cônsul Dr. Paulo, Dr. Manuel Magno, presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira, do Jornal Mundo Lusíada que prestigia Portugal no Brasil e nos faz sentir um pouquinho mais próximos de Portugal, além do candidato a deputado Paulo Porto Fernandes, que esteve presente para nos homenagear, além também dos presidentes da Casa de Portugal de Campinas e representantes do Grande ABC, que estiveram aqui presentes”, disse ao Mundo Lusíada o vice da casa André Ribeiro.
André disse ainda que a luta continua, já que a Casa de Portugal ainda não tem uma sede e este é o grande objetivo. “Esse jantar é como o lançamento da primeira pedra da Casa de Portugal, em que conseguimos juntar uma comunidade expressiva da região, São Carlos, Araraquara, Porto Ferreira, Rio Claro e outras cidades limítrofes, e conseguimos conjuntamente com as entidades locais, oficializar de forma mais intensa a Casa de Portugal de S.Carlos e região. Esse é o primeiro passo”.
Ainda, a iniciativa do grupo também já se mobilizou para ter um Dia de Portugal, como é o caso de Porto Ferreira, e uma Semana de Portugal, que vai acontecer em São Carlos nas comemorações do Dia da Assunção de Nossa Senhora em 15 de agosto. “A Casa de Portugal de S.Carlos não para, uniu a comunidade portuguesa da região, e não só, também do Estado. Conseguimos trazer conosco algumas casas de São Paulo, isso faz com que Portugal esteja mais latente”, declarou.
As iniciativas da comunidade passam pela fundação da Casa de Portugal, pela oficialização da Praça Portugal e pelas festas que virão. “Então para nós é apenas um primeiro passo, porque o futuro a Deus reserva e está latente”, diz ele.
O cônsul Paulo Nascimento comentou sobre a iniciativa, que divulga ainda mais o nome de Portugal no Brasil. “As Casas de Portugal são sempre importantes na medida em que contribuem para aproximar a comunidade portuguesa da sociedade brasileira, é absolutamente fundamental para estreitar os laços de Portugal e Brasil”.
Em representação ao Estado português, a presença do cônsul foi de grande importância para a comunidade local. “Eu fico muito satisfeito por reconhecerem essa importância, e encaro isso não apenas como dever e obrigação, mas também como inerência ao fato de ser Cônsul Geral. Faz parte das minhas funções apoiar a comunidade portuguesa, e isto é um momento importante para a comunidade”.
Ao Mundo Lusíada, o presidente Plácido Ferreirinha também falou sobre o futuro da comunidade portuguesa na região. “Nós queremos nos integrar totalmente, queremos filiar a comunidade à Comissão, queremos nos juntar nos almoços de quinta-feira das Casas de Portugal, queremos ser mais um neste caso, mas queremos fazer a diferença. Nós queremos não ser a Casa de Portugal de São Carlos, mas ser a Casa de Portugal regional de São Carlos, queremos expandir a casa e trazer as outras casas para São Carlos”.
Entre as ideias do novo presidente, está a de criar um departamento de juventude, de marketing, ter um rancho folclórico “de saias curtas, não de saia longa, vamos ser modernos, levar Portugal para a frente mas na modernidade”. Também é uma das intenções fazer uma ação paralela com universidades de Portugal e de São Carlos. “Queremos criar um gigante”, diz Plácido que nesta noite recebeu um diploma de cidadão honorário de São Carlos. “Muito me orgulho desse título que me deram hoje. Eu vim para São Carlos há 9 anos e hoje me sinto um sãocarlense, luto por S.Carlos e isso me apaixona”, disse. A outorga do título de cidadão aconteceu por iniciativa do vereador Daniel Lima, luso descendente muito atuante da região, e inclusive integrante da recém lançada Casa de Portugal.
A noite especial, ao comando do Plácido e sua chef Raquel Ingrid (que até cantou fado nesta noite), contou ainda com apresentação da fadista Ciça Marinho, atuando com os músicos Sérgio Borges e Wallace Oliveira.
Na breve solenidade realizada no palco, onde aliás o presidente do Conselho da Comunidade Luso Brasileira do Estado de São Paulo, Dr. Manuel Magno Alves, foi homenageado, estavam presentes o vereador Azuaite Martins de França, o presidente da Câmara Municipal, Lucão Fernandes, o vereador de S.Carlos Daniel Lima (que é ligado à casa), além claro do presidente Plácido e do vice André Ribeiro. No jantar também estava o vereador Alan João Orlando, que é de Porto Ferreira, e vem se engajando nos assuntos luso brasileiros na região.

Porto Ferreira aprova lei ao “Dia de Portugal”

Depois das conquistas em São Carlos, com a semana de Portugal, Praça de Portugal e em Descalvado com o dia de Portugal, agora a cidade de Porto Ferreira também terá o seu “Dia de Portugal”.
O presidente da Casa de Portugal, Plácido Ferreirinha agradeceu: “O trabalho não vai parar por aqui. Seremos os novos desbravadores em nome de Portugal. Obrigado ao meu vice presidente pelo magnífico trabalho e empenho, ao vereador Alan João Orlando e ao vereador Daniel Lima, que tanto tem se dedicado a ajudar a nossa comunidade”, disse.
Quem muito se empenhou na cidade de Porto Ferreira, foi o vice da Casa de Portugal, André Ribeiro, que também comentou o feito e agradeceu pela conquista: “Mais uma conquista lusa, desta feita em Porro Ferreira. Grato ao amigo e irmão de luta Alan João Orlando, pelo seu apoio e crença nos nossos ideais. O Presidente Plácido e o amigo vereador Daniel Lima, que prestigiaram o evento. Grato à minha esposa companheira Mariela Chula, por todo o suporte que me deu e à presença da nossa associada e integrante da diretoria de marketing Ana Cláudia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend