Dia do Rádio

Por João Aparecido da Luz

Dia 13 de fevereiro, comemorou-se o Dia Internacional do Rádio. Coube à ONU, Organização das Nações Unidas anunciar publicamente ao mundo em 2011, a data que homenageia este veículo de comunicação tão importante. Em 13 de fevereiro de 1946 era inaugurada a Rádio das Nações Unidas, e o dia 13 foi então proclamado como o Dia Mundial do Rádio.

Apesar de vivermos num mundo digital, o rádio continua sendo uma ferramenta de alcance ilimitado. Chega a milhões de pessoas, em tempo real, levando informações dos mais diversos e controversos assuntos. As mensagens chamam a atenção para acontecimentos que possibilitam aos ouvintes, externar suas opiniões, seja num grupo de amigos ou mesmo diretamente com o programa que está sendo levado ao ar naquele momento. Esta interação com a emissora coloca os radiouvintes em perfeita sintonia com a o apresentador e permite que as pessoas possam emitir suas opiniões ou mesmo sugerir uma pauta. É esta empatia que faz a diferença no rádio.

Muito se tem falado que o rádio está acabando, mas se observarmos bem, esta tese cai por terra. A tecnologia não consegue chegar aonde chega o rádio. Ele está presente nos bares, no carro, nas caminhadas, na cozinha, na sala e até no banheiro. O rádio faz companhia a muitas pessoas informando hora, previsão do tempo, dicas sobre o trânsito. Ele nos acompanha em todos os lugares.

Historicamente, o rádio é o maior celeiro daquelas pessoas que hoje estão na televisão fazendo sucesso. Os primeiros ensinamentos de comunicação de tais pessoas, sem dúvida vieram do rádio. É o trampolim para um apresentador galgar um programa de TV.

Por outro lado, o radialista deve manter uma postura de imparcialidade nos acontecimentos que descreve evitando tomar partido. A ética deve ser exercida com base nos bons princípios e com amor a profissão, zelo, dedicação e carinho ao público ouvinte.

O rádio consegue chegar a camadas de povos mais carentes por ser uma mídia de acesso popular e de custo baixo, sem impedir ou excluir qualquer que seja seu ouvinte, e com isso, torna-se uma mídia democrática aonde todos tem direito de usufruir.

Nossos cumprimentos pelo Dia do Rádio a todos radialistas.

 

Por João Aparecido da Luz
Advogado, escritor, cronista de viagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend