Polícia identifica sete pessoas após vídeo de jovem que inala fumaça de escape

Da Redação
Com Lusa

Em Lisboa, a PSP identificou nesta quinta-feira sete suspeitos relacionados com um vídeo, divulgado na quarta-feira, nas redes sociais em que aparece um jovem supostamente forçado a inalar fumaça de um tubo de escape de um carro.

“Os jovens foram ouvidos e contaram que o episódio não passou de uma brincadeira entre amigos e na sequência de apostas”, contou a fonte, adiantando que “mesmo assim” toda a informação relativa ao caso vai ser enviada ao Ministério Público.

Na quarta-feira, vários órgãos de comunicação social avançaram com a notícia de um vídeo a circular nas redes sociais no qual se podia ver um grupo de jovens a agarrar a cabeça de um outro, que estava de joelhos, a ser forçado a respirar o fumo que sai do escapamento.

“Os sete jovens foram ouvidos e todos os depoimentos foram coerentes. Todos eles, incluindo o que é filmado a respirar o fumo, contaram que tudo não passou de uma brincadeira e que foi de livre vontade”, adiantou.

A gravação foi feita, segundo a mesma fonte, na segunda-feira na zona da Grande Lisboa.

Em comunicado, a PSP indica que vários cidadãos fizeram chegar à polícia um vídeo que se havia tornado viral na ‘internet’ e no qual um jovem negro era levado por outros a aproximar a cara do tubo de escape de uma viatura em funcionamento.

“Pelo fato de ser possível perceber no vídeo que alguém acelerava a viatura de forma insistente, levando a que o fumo proveniente desta fosse projetado contra a cara do jovem que mantinha a mesma junto ao tubo de escape, a PSP de imediato iniciou uma investigação sumária com o fim de perceber em que local, com que pessoas e qual o contexto da realização do vídeo”, é referido na nota.

Apesar de os intervenientes, com idades entre os 22 e os 25 anos, terem afirmado tratar-se uma brincadeira, a PSP, e porque o jovem visualizado no vídeo poderá ter sofrido lesões pela inspiração do fumo, irá transmitir toda a investigação ao Ministério Público, para avaliação do possível enquadramento em contexto de legislação penal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend