Itália confirma suspeita de coronavírus em navio de cruzeiro com 7 mil pessoas a bordo

Da Redação
Com Lusa

Cerca de 7 mil pessoas, incluindo 6.000 passageiros, estão retidas num navio de cruzeiro no porto de Civitavecchia, na Itália, devido a um ou dois casos suspeitos do novo coronavírus, confirmaram autoridades italianas e a empresa de cruzeiros.

“Fomos alertados no início da manhã de hoje pelo Ministério da Saúde e enviamos três médicos a bordo para colher amostras”, disse a porta-voz do centro de saúde de Civitavecchia, a cerca de 80 quilômetros de Roma.

As amostras serão analisadas no hospital Spallanzani, em Roma, especializado em doenças infecciosas, disse o porta-voz. Os resultados devem ser conhecidos ainda nesta quinta-feira.

A imprensa italiana tinha já relatado o caso, avançando que os casos suspeitos eram de um casal vindo de Macau.

O porta-voz da empresa italiana Costa Cruzeiros confirmou que “existem aproximadamente 6.000 passageiros a bordo”, sendo os restantes membros da tripulação.

O médico da Costa Smeralda, um dos maiores navios da Costa Cruzeiros, informou as autoridades portuárias italianas da presença a bordo de um casal de chineses cuja mulher apresentava sintomas suspeitos de tosse e febre alta.

A Costa Cruzeiros confirmou, num comunicado, que “ativou o protocolo de saúde para um caso suspeito, referente a uma turista de Macau, a bordo do Costa Smeralda”.

A mulher, de 54 anos, foi “colocada em confinamento solitário” na enfermaria do navio junto com o seu acompanhante, segundo a companhia.

O casal chegou a Milão a 25 de janeiro vindo de Hong Kong, depois embarcou em Savona (Itália), sendo que o navio fez escalas posteriormente em Barcelona e Palma de Maiorca (Espanha) e Marselha (França), segundo os meios de comunicação italianos.

O Costa Smeralda chegou pela manhã a Civitavecchia de Palma de Maiorca (Espanha), “para um cruzeiro de uma semana no Mediterrâneo”, referiu a companhia.

Em Itália, até agora, “todos os casos (suspeitos) analisados deram resultados negativos, e o sistema (sanitário italiano) está pronto se houver algum caso de contágio ao novo coronavírus”, disse hoje aos jornalistas Silvio Brusaferro, Presidente do Instituto Superior de Saúde.

O epicentro da epidemia do novo coronavírus (2019mCov) está localizado na cidade de Wuhan, na República Popular da China, país onde já há 170 mortos e mais de 7.700 pessoas infectadas.

Além da China e dos territórios chineses de Macau e Hong Kong, há pelos menos 50 casos confirmados do novo coronavírus em 18 outros países – na Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Austrália, Finlândia, Emirados Árabes Unidos, Camboja, Filipinas e Índia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend