Hospital IGESP investe mais de R$ 10 milhões para modernização de parque tecnológico e diagnósticos

Da Redação

Para o Hospital IGESP, a palavra de ordem é inovação. Por isso, com o objetivo de oferecer um diagnóstico mais preciso aliado a tratamentos mais eficientes para doenças cardiovasculares, neurológicas, vasculares e oncológicas, o Hospital investiu mais de R$ 10 milhões em novas tecnologias e obras de infraestrutura do seu parque tecnológico, principalmente no setor de diagnósticos por imagem.

Anunciada no fim de 2019, a nova unidade de hemodinâmica do IGESP apresenta a mais alta tecnologia lançada no Japão pela Canon: o sistema de Angiografia Alphenix Core +. O equipamento é a primeira máquina em operação no Brasil e a segunda na América do Sul, o que evidencia todos os esforços da instituição em se tornar uma referência em medicina de alta complexidade.

“A nova ala é composta por uma sala híbrida que oferece benefícios tanto ao paciente hospitalizado quanto ambulatorial, porque garante, além da precisão do diagnóstico e tratamento, uma maior mobilidade e agilidade em todo o procedimento, inclusive se transformando em uma sala cirúrgica se necessário”, explica o vice-presidente do Hospital, Dr. Alcides Félix Terrível.

O novo equipamento permite a realização de diversos procedimentos intervencionistas minimamente invasivos, como: cateterismo cardíaco, angiografias vasculares, cerebrais, angioplastias cardíacas, cerebrais e vasculares, tratamentos de aneurismas e procedimentos de embolização. O Alphenix Core + possui um design avançado, que possibilita a cobertura total do paciente sem necessidade de movimentação, já que é o único equipamento do mercado com varredura lateral de 180 cm, para facilitar a realização de intervenções em membros superiores sem nenhuma dificuldade de acesso.

Quando combinado com a mesa de procedimentos, é possível que uma intervenção se torne uma cirurgia sem a necessidade de transporte do paciente para uma outra sala. “É importante evidenciar também que, do ponto de vista oncológico, por exemplo, todo o sistema permite ao médico mapear um tumor e tratá-lo por via endovascular, ou seja, fazer uma intervenção muito simples e assertiva. Trata-se do processo de quimioembulização, que é muito mais eficiente do que as quimioterapias convencionais, pois não expande a medicação por todo o sistema circulatório. Isso tudo amplia muito a gama de utilização do equipamento”, completa o vice-presidente.

A atualização tecnológica do setor de diagnóstico por imagem vem acontecendo há pouco mais de um ano com a aquisição de equipamentos de ultrassom que funcionam sem fonte elétrica permitindo total mobilidade e rapidez na realização dos exames no leito e também dos novos tomógrafos, incluindo o Tomógrafo computadorizado Aquilion Prime™ 160 cortes por rotação (360º), que é uma solução moderna de alta precisão desenvolvida para entregar a melhor resposta clínica em exames cardíacos e de toda rotina de radiologia.

Esse modelo combina alta velocidade de rotação proporcionando agilidade, confiabilidade e baixíssima dose de contraste mesmo nos exames mais complexos. Sua mesa é capaz de atender pacientes de até 220kg sem prejudicar sua movimentação, além de movimentar-se verticalmente para uma altura de até 31cm do solo, proporcionando acessibilidade para todos os perfis de pacientes, especialmente os pacientes com limitações de movimentos, como os idosos.

Outro investimento importante anunciado pelo IGESP é o reforço da parceria com a empresa OKI Data, uma das principais marcas de soluções de impressão do mundo. A parceria prevê o fornecimento de impressoras, suprimentos e serviços de manutenção para o setor de imagem do Hospital que é uma referência em medicina de alta complexidade.

O uso das impressoras coloridas dos modelos C711 e C911MDI, que possuem um sistema de impressão de alta definição HD Color, auxiliam na impressão documental e não diagnóstica e de resultados de exames por imagens como, por exemplo, tomografias, raios-X e ressonâncias nos formatos A4 e A3.

O Hospital IGESP busca investir em tecnologia e procedimentos minimamente invasivos. “Estamos focados na evolução dos recursos tecnológicos e no conceito de assistência completa e integrada de alta complexidade. O desafio é disponibilizar para os nossos pacientes acesso a um atendimento diferenciado, mas sem perder a referência da humanização em nossos serviços”, afirma o CEO, Dr. Júlio Lobato. “Nesse sentido, estamos sempre em busca de novas opções diagnósticas e terapêuticas para oferecer o máximo de conforto nos tratamentos realizados em nossos pacientes”, conclui.

Fundado em 1956, o Hospital IGESP é um hospital geral de máxima eficiência e perfil cirúrgico, conceito atestado em sua competente equipe de profissionais da saúde, mobilizada para cuidar dos pacientes de forma global. O corpo clínico é composto por especialistas renomados que estão em constante processo de atualização e aprimoramento de novas técnicas que visam garantir a eficiência técnica e o bem-estar dos pacientes. Para mais informações acesse: www.hospitaligesp.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend