Em Portugal: Praias em Leiria interditadas por 2 dias

Em Portugal: Praias em Leiria interditadas por 2 dias

 

Mundo Lusíada com Lusa

Espuma e manchas escuras nas praias de Pedrógão e Concha, na região de Leiria, obrigou a Autoridade de Saúde a interditar o local para os banhistas, até sair o resultado das análises, entre 25 e 26 de julho. "Até que sejam conhecidos os primeiros resultados, mandei hastear a bandeira vermelha como medida cautelar", afirmou Jorge Costa, da Autoridade de Saúde de Leiria.

Paulo Cunha/Lusa

Espuma e manchas escuras nas praias de Pedrógão e Concha, na região de Leiria

Depois de especulado que as manchas na praia se referiam à poluição, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) detectou que não se tratava de poluição. Antes do resultado, a imprensa portuguesa já divulgava que ao norte da praia do Pedrógão, perto da Figueira da Foz, encontravam-se duas grandes celuloses apontados como um dos principais focos para a costa a sul do local.

Depois das bandeiras vermelhas ficarem hasteadas por dois dias, o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar (IPIMAR) apontou organismos de algas unicelulares (mais precisamente diatomáceas) como os causadores do fenômeno.

De acordo com o instituto, não é a primeira vez que as manchas surgem na região. Entre as causas, que não estão totalmente apuradas, podem estar as alterações marítimas. A poluição acumulada no fundo do mar poderá ter sido revolvida por correntes mais fortes e irregulares que empurraram esses detritos para a beira-mar, embora esta seja apenas uma hipótese a ser estudada.

De acordo com Jorge Costa, as águas "não revelam qualquer risco para a saúde". Na ocasião, a limpeza das areias também foi realizada pelo governo local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend