Covid-19: Portugal com mais 95 mortes em 24 horas, novo recorde

Da Redação

Nesta sexta-feira, Portugal contabilizou 95 óbitos, um novo recorde de mortes relacionadas com a covid-19 em 24 horas e ainda 5.080 novos casos de infecção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registrou 5.373 mortes e 340.287 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 71.266, mais 885 do que na quinta-feira.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS indica que estão internadas 3.230 pessoas, menos 74 do que no dia anterior, das quais 507 em salas de cuidados intensivos, menos duas do que na quinta-feira.

Das 95 mortes registradas nas últimas 24 horas, 41 ocorreram na região Norte, 32 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 16 na região Centro, duas no Alentejo, outras duas no Algarve, uma nos Açores e outra na Madeira.

As autoridades de saúde têm em vigilância 74.894 contatos, menos 739 do que na quinta-feira, tendo-se registado mais 4.100 doentes recuperados, totalizando, desde o início da epidemia, 263.648.

Segundo o boletim da DGS, a região Norte é a que registra o maior número de novas infecções por SARS-CoV-2 (2.395), totalizando 178.378 casos e 2.578 mortes desde março.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 1.618 novos casos, contabilizando-se até agora 110.635 infeções e 1.863 mortes.

Na região Centro registraram-se mais 787 casos de covid-19, num total de 35.358, e 713 mortos desde março.

Já no Alentejo, foram assinalados mais 193 casos, totalizando 7.613 casos e 138 mortos desde que começou a epidemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados 66 novas infeções, somando 6.015 casos e 58 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registrados 16 novos casos nas últimas 24 horas, e um óbito, somando agora 1.270 infeções detetadas e 20 mortos.

A Madeira registou cinco novos casos e um morto. Desde março, a região autónoma contabiliza 1.018 infeções e três óbitos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infectou em Portugal pelo menos 152.955 homens e 187.198 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 134 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 2.816 eram homens e 2.557 mulheres. O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Taxas

A taxa de incidência de covid-19 em Portugal situa-se nos 529,3 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, o que, segundo a ministra da Saúde, continua a ser preocupante embora próximo de valores mais controláveis.

Marta Temido, que falava na conferência de imprensa de atualização da pandemia em Portugal, destacou uma especial preocupação com alguns concelhos do país, nomeadamente na área da Administração Regional de Saúde do Norte que tem uma taxa de incidência de 802 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

A região Norte é a que registra o maior número de novas infeções por SARS-CoV-2 (2.395), totalizando 178.378 casos e 2.578 mortes desde março.

Para dar ideia das assimetrias regionais, a ministra referiu o caso do Algarve, em oposição ao verificado no Norte, que tem 202 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

A ministra da Saúde fez ainda referência ao Risco Efetivo de Transmissão (RT) verificado atualmente em Portugal revelando que se situa em 0,97, ligeiramente abaixo do 1, mas que considera ser necessário descer ainda mais e manter de uma forma sustentada.

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.580.721 mortos resultantes de mais de 69,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: