Chuva e trovoada deixam sete ilhas dos Açores em aviso amarelo

Da Redação
Com Lusa

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) estendeu o aviso amarelo do grupo ocidental ao grupo central dos Açores, devido à previsão de precipitação forte e trovoada, neste dia 14.

O aviso amarelo para o grupo ocidental, lançado na segunda-feira, foi prolongado para terça e foi emitido também para o grupo central, afetando no total sete ilhas do arquipélago dos Açores – Corvo e Flores no grupo ocidental, e Pico, Faial, São Jorge, Terceira e Graciosa no grupo central.

Em causa está a previsão de aguaceiros pontualmente fortes e trovoada no período entre as 08:00 e as 18:00.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores deixa algumas recomendações de segurança para a população, que deve manter os sistemas de drenagem limpos, evitar a circulação rodoviária e ter atenção aos locais não pavimentados, onde a erosão dos solos causada pela chuva pode levar à queda de muros, taludes ou postes.

A população deve ficar atenta às informações e indicações da Proteção Civil e forças de segurança.

O aviso amarelo é emitido quando se considera haver uma “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.”

Para a Madeira, prevê-se períodos de céu muito nublado, com o vento a soprar moderado de nordeste.

Risco de incêndio

Já no Portugal continental, vinte e quatro concelhos dos distritos de Bragança, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Faro estão em risco máximo de incêndio, segundo o IPMA.

Estão em risco máximo de incêndio os concelhos de Vimioso, Alfândega da Fé, Mogadouro, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta, no distrito de Bragança, e os concelhos de Sernancelhe, Tabuaço e Penedono, no distrito de Viseu.

Estão também com risco máximo de incêndio os concelhos de Vila Nova de Foz Côa, Meda, Trancoso, Celorico da Beira, Guarda, Pinhel e Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda.

No distrito de Castelo Branco, estão sob o mesmo alerta os concelhos de Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, segundo a informação disponibilizada no site do IPMA.

Em Faro, estão com risco máximo de incêndio os concelhos de Monchique, Portimão, Silves, Tavira, São Brás de Alportel, Castro Marim e Alcoutim.

O IPMA colocou ainda em risco muito elevado de incêndio 55 municípios dos distritos do Porto, Bragança, Braga, Viseu, Faro, Beja, Portalegre, Vila Real, Castelo Branco, Guarda e Santarém.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o “reduzido” e o “máximo”.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, umidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para Portugal continental, céu limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no interior da região sul até ao início da manhã e nas regiões do litoral oeste a sul do Rio Douro até ao meio da manhã. O vento soprará em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado (20 a 30 km/h) de noroeste no litoral oeste e do quadrante oeste no Algarve, em especial durante a tarde e a sul do Cabo Carvoeiro. Nas terras altas o vento soprará moderado a forte (30 a 40 km/h), de nordeste nas regiões Norte e Centro e de noroeste na região Sul, até meio da manhã e a partir do final da tarde.

Prevê-se uma subida da temperatura máxima a norte do Baixo Alentejo, sendo pequena na faixa costeira a sul do Cabo Mondego.

As temperaturas máximas previstas para hoje são de 28 graus centígrados em Lisboa, 29 no Porto em Faro, 31 em Bragança, 33 em Beja e 35 em Castelo Branco, 27 no Funchal e 26 em Ponta Delgada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend