Cai para quatro o número de casos suspeitos com coronavírus no Brasil

Da Redação

Caiu para quatro o número de casos suspeitos de novo coronavírus no Brasil. Os casos são monitorados pelo Ministério da Saúde, conforme informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O boletim desta sexta-feira trouxe uma redução de dois casos em relação ao informe anterior.

Os casos suspeitos estão concentrados nas regiões Sudeste e Sul, com uma investigação em São Paulo, uma no Paraná e duas no Rio Grande do Sul. Até agora, 43 casos já foram descartados em todo o Brasil, que permanece sem registro da doença.

“De fato temos uma emergência de saúde pública internacional em que o mundo está mobilizado. No entanto, não há uma pandemia. Os casos de novo coronavírus estão concentrados no território chinês. Para ser uma pandemia todos os continentes deveriam estar com casos confirmados da doença”, disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Todas as notificações de casos suspeitos no país foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, junto com as autoridades de saúde dos estados e municípios. Esses descartes aconteceram principalmente por causa do resultado positivo para outros vírus respiratórios.

“O fato de termos o número de casos suspeitos pequeno de forma alguma vai desmobilizar o trabalho que estamos fazendo. Pelo menos até o inverno vamos manter as ações programadas para o acompanhamento diário do vírus”, reforça o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

Em Portugal

O sétimo caso suspeito em Portugal de infecção pelo novo coronavírus deu resultado negativo, anunciou nesta sexta a Direção-Geral da Saúde. Trata-se de uma criança regressada da China que foi encaminhada para o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, para observação.

Em comunicado, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, indicou que o caso suspeito de infecção “resultou negativo após realização de análises laboratoriais pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge”, em Lisboa, precisando que duas amostras biológicas foram negativas.

Os outros seis casos suspeitos em Portugal, todos adultos, também tiveram resultados negativos.

O Hospital Dona Estefânia, para as crianças, e o Hospital Curry Cabral, também em Lisboa, e o Hospital de São João, no Porto, para os adultos, são as unidades hospitalares de referência definidas pela Direção-Geral da Saúde nesta fase da epidemia para lidar com as situações suspeitas que foram validadas por médicos.

O coronavírus Covid-19 provocou 1.383 mortos e infectou cerca de 65 mil pessoas a nível mundial, de acordo com o mais recente balanço.

A maioria dos casos ocorreu na China, onde a epidemia começou no final do ano passado. Além de 1.380 mortos na China continental, há a registrar um morto na região de Hong Kong, um nas Filipinas e um no Japão.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, há 44 casos confirmados na União Europeia e no Reino Unido.

O surto do Covid-19, vírus que provoca infeções respiratórias como pneumonia, foi considerado pela Organização Mundial de Saúde como emergência de saúde pública internacional devido ao elevado risco de propagação do coronavírus à escala global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend