Sábado, 16 de Dezembro de 2017 Mundo Lusiada no Facebook Mundo Lusiada no Twitter Mundo Lusiada no YouTube

Bancos com capital português dominam setor em Moçambique

Por | 5 dezembro, 2017 as 10:21 am | Nenhum comentário

Da Redação
Com Lusa

O BCI e o Millennium Bim, ambos controlados por capital português, dominam o sistema bancário moçambicano, segundo a análise de ativos, empréstimos, depósitos e lucros num estudo divulgado pela Lusa.

Os dois concentram mais de metade dos ativos de 16 bancos comerciais incluídos no documento: o BCI tem 29%, enquanto o Millennium Bim tem 27%.

Os dados fazem parte da “Pesquisa sobre o setor bancário” elaborada pela firma KPMG para a Associação Moçambicana de Bancos a partir de dados de 2016 e ao qual não respondeu o Moza banco, que era o quarto maior em 2015, entretanto intervencionado pelo Estado.

Mesmo descontando os ativos do Moza não incluídos no estudo, a participação conjunta de BCI e BIM deverá rondar sempre, no mínimo, metade dos ativos totais do sistema.

O BCI é detido a 51% pela Caixa Geral de Depósitos e a 30% pelo BPI, enquanto o Millennium Bim é detido a 66,6% pelo BCP.

O total de ativos dos bancos comerciais analisados aumentou em 6%, de 436 mil milhões de meticais em 31 de dezembro de 2015 para 462 mil milhões (6,1 mil milhões de euros) no final de 2016, refere-se no documento.

O crescimento foi mais lento que em anos anteriores devido à grave crise financeira e económica do país, refere.

O Standard Bank obteve o melhor crescimento no total de ativos, alcançando os 19% de quota, terceira maior fatia.

Ou seja, juntos, os três principais bancos comerciais do país detêm 73% do total de ativos da lista, enquanto que no ano anterior os três do pódio tinham 71%.

BCI e Millenium Bim têm cada qual 29% da quota de mercado de empréstimos e adiantamentos com o BCI a totalizar 85,7 mil milhões de meticais e o BIM 84,4 mil – 62% do total.

Igualmente no que respeita a depósitos, os dois bancos lideram: 103 mil milhões de meticais estão no BCI, enquanto 100 mil milhões estão no Millennium Bim – 60% do total dos 16 bancos estudados.

No que respeita aos lucros de 2016, os dois bancos distanciam-se.

O Millennium Bim lidera a lista com um lucro de 4,5 mil milhões de meticais, seguido pelo Standard Bank com 2,7 mil milhões e pelo BCI com 1,4 mil milhões.

Ao nível da solvabilidade, o Millennium Bim é o 10.º da lista com um rácio e 16,62% e o BCI é o 12.º com 13,99% – sendo a tabela liderada pelo Socremo Banco de Microfinanças, com 40,10%.

O Banco de Moçambique exige que o rácio de solvabilidade dos bancos esteja acima dos 8%, fasquia que se vai fixar em 12% a partir de 2020, segundo decisão tomada este ano.



+ Acessadas



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
 
© 2011 Jornal Mundo Lusíada - RVR PROMOÇÕES E PUBLICIDADE LTDA. Todos os direitos reservados.
Assine - Fale Conosco - Publicidade