Sábado, 01 de Novembro de 2014 Mundo Lusiada no Facebook Mundo Lusiada no Twitter Mundo Lusiada no Orkut Mundo Lusiada no YouTube

O que faz falta … É livrinho de Civilidade

Por | 4 fevereiro, 2013 as 3:02 pm | Nenhum comentário

Por Humberto Pinho da Silva

Nesta quadra festiva, que passou, recebi Boas-Festas de jornalista brasileira, via Internet. Conforme é meu costume, prontamente agradeci, retribuindo, igualmente, um Santo Natal.

Para minha surpresa, decorrido dias, abri nova mensagem da jornalista, agradecendo ter respondido.

É tão raro o agradecimento, que já se fica penhorado por essa elementar regra de etiqueta.

Quando era rapazinho ia de férias, com meu pai, no mês de Agosto, para o Vale da Vilariça.

Não haviam ricos ou pobres que não nos convidassem para almoçar ou merendar em sua casa. Até as autoridades punham viaturas à disposição, para que o jornalista, filho adoptivo de Vila Flor, não faltasse aos convites.

Lamentava depois, meu pai, ao regressar, que todos se esqueciam dele: nem carta, nem telefone, nem cartãozinho de boas-festas, pelo Natal!

Cumpria-se o que diz o ditado: “Longe da vista, longe do coração”.

Várias vezes, em crónicas, lamentei que a ingratidão esteja  em moda, e  dos que, sentindo as algibeiras carregadas de moedas, esquecem-se daqueles que lhes dispensaram carinho e amor; mas penso que nunca dei solução para o descuido.

Pois aqui vai, para quem não teve a sorte de nascer em família educada, conhecedora das regras que lubrificam as relações humanas:

Há à venda livrinhos, que ensinam como se deve portar em todas as ocasiões. Alguns, mais completos, explicam, o trajo ideal para certas cerimonias, e até incluem exemplos de correspondência.

Já que as escolas não ensinam as elementares regras de civilidade, e as famílias – mesmo as que dizem serem da alta sociedade, -   não têm tempo para isso, seria bom que cada um fosse à livraria mais próxima, e pedisse exemplar de livrinho de civilidade e etiqueta.

Creio, que se todos o lessem e pusessem em prática os ensinamentos, as relações interpessoais, seriam bem melhores, e a vida de todos, tornar-se-ia mais suave e mais fácil.

 

Por Humberto Pinho da Silva
De Portugal





 

Deixe uma resposta

 

 
© 2011 Jornal Mundo Lusíada - RVR PROMOÇÕES E PUBLICIDADE LTDA. Todos os direitos reservados.
Assine - Fale Conosco - Publicidade